-Publicidade-

Clínicas particulares negociam compra de vacina da Índia

Imunizante ainda não tem o aval da Anvisa para ser distribuído no Brasil

Imunizante ainda não tem o aval da Anvisa para ser distribuído no Brasil

Vacina
Vacina contra a covid-19 | Foto: Hakan Nural/Unsplash

As clínicas particulares já se mobilizaram para disponibilizar uma vacina contra a covid-19. A Associação Brasileira das Clínicas de Vacinas (ABCVAC) informou que está negociando a compra de 5 milhões de doses de um imunizante indiano.

O produto, desenvolvido pela farmacêutica Bharat Biotech, obteve no último sábado, 2, recomendação de uso emergencial na Índia. Os dados de eficácia, no entanto, ainda são desconhecidos.

Leia mais: “A supervacina”, texto da Edição 39 da Revista Oeste que detalha o imunizante da Pfizer

A Covaxin, como é conhecida, ainda não tem o aval da Anvisa para ser distribuída no Brasil. O imunizante deve ser administrado em duas doses, com intervalo de duas semanas entre elas.

Membros da ABCVAC viajam para a Índia nesta segunda-feira, 4, para conhecer a fábrica. A associação representa 200 clínicas, que equivalem a 70% do mercado privado nacional e terão prioridade na aquisição da vacina.

Posição do Ministério da Saúde

O Ministério da Saúde informou que a rede privada também deve seguir a ordem de vacinação de grupos prioritários prevista no plano nacional de imunização. Dessa forma, mesmo que possam vender o produto, as clínicas deverão oferecê-lo primeiro a idosos e profissionais específicos.

Com informações do Estadão Conteúdo

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês