-Publicidade-

Faturamento da indústria de máquinas cresce 30% em julho

Resultado mostra que o setor vem se recuperando dos impactos da pandemia causada pelo novo coronavírus
Foto: José Paulo Lacerda/CNI
Foto: José Paulo Lacerda/CNI

Resultado mostra que o setor vem se recuperando dos impactos da pandemia causada pelo novo coronavírus

indústria
Foto: José Paulo Lacerda/CNI

O faturamento líquido total da indústria de máquinas e equipamentos cresceu 30% em julho na comparação com junho.

A informação foi divulgada nesta quarta-feira, 26, pela Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq).

LEIA MAIS: QUE LIBERALISMO É ESSE?

Na comparação de julho deste ano com igual mês de 2019, o faturamento líquido total do setor mostrou expansão de 15%.

No acumulado do ano até julho, o faturamento líquido total da indústria de máquinas e equipamentos recuou 4,6%.

Pedidos

A Abimaq comemora o aumento de 8,7% nos pedidos em carteira em julho comparativamente ao mesmo mês no ano passado. Este aumento nos pedidos é um bom indicador de que a melhora vista pelo setor em julho pode se estender para os meses subsequentes.

O mês de julho foi tão bom para o setor de máquinas e equipamentos que o presidente da entidade, o executivo José Velloso, revisou a queda anteriormente prevista para 10% para algo como 4% e 3,5%.

“A carteira de pedidos de máquinas e equipamentos vinha caindo ao longo dos últimos meses e, em julho, voltou a crescer na margem”, disse o presidente da Abimaq.

Para ele, apesar de o faturamento líquido do setor caminhar para fechar o ano em queda, o faturamento líquido interno vai fechar positivo.

Para o PIB agregado, a Abimaq projeta uma queda de 5% este ano. Neste contexto, a produção industrial agregada deverá, segundo projeção da Abimaq, recuar 7% em 2020, a indústria da transformação deverá encerrar o ano encolhendo expressivos 30%, mas o setor de máquinas agrícolas deverá crescer algo como 10%.

A inflação, segundo Velloso, deverá fechar 2020 em 1,8% e o dólar cotado a R$ 5,20.

Com informações do Estadão Conteúdo.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês