-Publicidade-

Joice Hasselmann: Bolsonaro tem que ‘se redimir’ para voltar ao PSL

"Que se desculpem em público, com dignidade", diz a deputada sobre volta do presidente ao PSL
Jair Bolsonaro e Joice Hasselmann | Foto: REPRODUÇÃO/ISTOÉ
Jair Bolsonaro e Joice Hasselmann | Foto: REPRODUÇÃO/ISTOÉ | jair bolsonaro e joice hasselmann - psl

Ex-líder do governo no Congresso Nacional, deputada federal Joice Hasselmann comenta possibilidade de retorno do presidente ao partido

jair bolsonaro e joice hasselmann - psl
Jair Bolsonaro e Joice Hasselmann | Foto: REPRODUÇÃO/ISTOÉ

O presidente da República, Jair Bolsonaro, não é persona non grata no PSL. Quem afirma isso é a deputada federal e ex-líder do governo no Congresso Nacional, Joice Hasselmann (PSL). Para ela, no entanto, o mandatário do país precisa tomar determinada atitude para viabilizar seu retorno à sigla.

Leia mais: “Bolsonaro culpa ‘pancadaria’ da mídia por fim de entrevistas no ‘cercadinho’”

De acordo com a parlamentar, Bolsonaro “saiu atirando” após “tentar tomar o partido no tapetão”. Por isso, ao menos para ela, o presidente precisa ter “o bom sentimento de se redimir”. Atitude que terá de ocorrer de forma pública, não somente nos bastidores do poder, indica a deputada que é pré-candidato do PSL à prefeitura de São Paulo.

“Que se desculpem em público, com dignidade”

“Assim como atacaram em público, que se desculpem em público, com dignidade e não com acordos entre quatro paredes”, pediu Joice por meio de postagem no Twitter na noite de ontem. O posicionamento dela, que ainda se disse atacada por aliados do presidente, ocorreu horas após Bolsonaro revelar que há possibilidade de “reconciliação” com a sigla. Conforme noticiou Oeste, ele afirmou que conversa com outros três partidos.

joice hasselmann - bolsonaro - psl
Joice Hasselmann critica Bolsonaro, mas deixa portas abertas para o retorno dele ao PSL | Foto: REPRODUÇÃO/TWITTER

Porta fechada?

Joice Hasselmann criticou Jair Bolsonaro, mas abriu possibilidade para que o presidente da República regresse ao PSL. Entretanto, o deputado federal e vice-presidente nacional do partido, Júnior Bozzella (SP), afirmou que o mandatário do país não voltará à legenda pela qual disputou — e venceu — as eleições de 2018.

“Agradecemos ao Jair Bolsonaro o seu reconhecimento de que o PSL é um grande partido, de gente séria e equilibrada, ao solicitar o seu retorno para agremiação. Mas como um partido liberal e democrático, deputados acharam por bem não aceitar”, afirmou o congressista.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

7 comentários

    1. Não sabia disso… ele voltar para o PSL?
      Isso não presta! O vice do partido fala que ele reconheceu que o partido o sério? Como assim? Não ri quando faz falcatruas? Lamentável! O presidente não deveria fazer isso, embora não haja muito o que escolher… imagina essa porca arrogante Na prefeitura de SP? Ninguém merece’

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês