Polícia Legislativa do Senado vai apurar uso de computadores para disparo de Fake News

Ideia é descobrir de qual gabinete partiu notícias falsas sobre deputados e senadores O presidente da CPMI das Fake News, senador Ângelo Coronel (PSD-BA), determinou a abertura de investigação para…
-Publicidade-

Ideia é descobrir de qual gabinete partiu notícias falsas sobre deputados e senadores

O presidente da CPMI das Fake News, senador Ângelo Coronel (PSD-BA), determinou a abertura de investigação para identificar quais computadores do Senado foram utilizados para a proliferação de notícias falsas sobre deputados e senadores. O caso será investigado pela Polícia Legislativa da Casa.

Reportagem do jornal o Globo desta terça, 10, revelou que computadores do Senado foram usados para editar a página Snapnaro no Instagram, responsável por propagar conteúdos que ofenderam a honra de parlamentares. Uma das principais atingidas foi a ex-líder do governo no Congresso, a deputada Joice Hasselmann (PSL-SP).

-Publicidade-

Além disso, a CPMI das Fake News já trabalha para tentar obter mais informações sobre a atuação de Eduardo Guimarães, assessor parlamentar do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), tido como responsável pela administração de uma outra conta no instagram chamada “Bolsofeios”, que igualmente disparava Fake News sobre adversários do governo.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.