Brasil abre novos mercados para produtos do agro

Entre janeiro e novembro de 2021, foram 69 novas aberturas
-Publicidade-
Animais entrando em navio para ser exportados
Animais entrando em navio para ser exportados | Foto: Reprodução/fazcomex

Em dezembro, oito novos mercados para produtos do agro brasileiro foram abertos. O dado é da Secretaria de Comércio e Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

O país passará a exportar carne bovina, laticínio e material genético avícola e bovino para novos países. A mais recente autorização de novos mercados para produtos do agro veio na quinta-feira 30, possibilitando o envio de fibroblasto bovino — material genético —, para fins de clonagem, para a Argentina.

Ainda no fim de dezembro, o governo de Cuba liberou a entrada de embrião e sêmen bovinos do Brasil, e Uganda autorizou a comercialização de material genético avícola brasileiro.

-Publicidade-

Também no último mês de 2021, a Malásia permitiu a importação de carne e miúdos de origem bovina do Brasil. Nesse meio tempo, a Colômbia deu aval para a nossa exportação de farinha de carne e ossos e sebo bovinos. O México, do mesmo modo, autorizou a comercialização de laticínios brasileiros.

Novos mercados para produtos do agro em 2021

Entre janeiro e novembro de de 2021, mais 69 novos mercados foram abertos para produtos agrícolas, de acordo com o Mapa.

Conforme as informações da pasta, os novos negócios abrangem a exportação de farinhas para Argentina, Tailândia, México, África do Sul e Índia. Também entra nessa lista o envio de algodão para a Colômbia, além da venda de berinjela, pepino, melancia, tomate, pimenta, pimentão, milho e abóbora para o Egito e pet food para argentinos e mexicanos.

Desde 2019, já foram mais de 150 novos mercados para produtos do agro. Além disso, 850 estabelecimentos brasileiros cadastrados no Serviço de Inspeção Federal conseguiram, em 2021, a habilitação para exportação de produtos agropecuários.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

5 comentários Ver comentários

  1. Gente: dá prá imaginar uma ação dessas com o Lula ou com o Moro? Tem q manter esse batidão. E melhorar, claro. O Brasil tem comida e biotecnologia exportável e o mundo vai bater na gente a não mais poder.

  2. É bom que comecem a diversificar a carteira de clientes, é uma boa iniciativa sem dúvida. Porém é bom ter muito cuidado pois já deu para identificar pelo menos uns três países caloteiros nessa lista.

  3. A esquerda odeia o sucesso do agro, torce para o quanto pior melhor. Bancos no Brasil ganham mais especulando contra o país que ajudando. Vejam o dólar. Será que é compatível com os 61 bilhões de dólares de superavit comercial?

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.