IBGE: rebanho brasileiro bovino bate recorde histórico em 2021

A segunda melhor marca foi registrada pelo órgão em 2016
-Publicidade-
São Félix do Xingu (PA) é a cidade com o maior rebanho do país | Foto: Foto: Licia Rubinstein/Agência IBGE Notícias

Pelo terceiro ano consecutivo, o rebanho bovino cresceu no Brasil em 2021. É o que informa o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O órgão divulgou o dado nesta quinta-feira, 22. A contagem do ano passado estabeleceu um novo recorde para o setor.

De acordo com o IBGE, o rebanho bovino do Brasil ficou próximo de 225 milhões de cabeças em 2021. O recorde anterior era de 218 milhões, registrado pelo órgão em 2016.

De acordo com Mariana Oliveira, analista da pesquisa, o ano de 2021 foi marcado pela retenção de fêmeas para produção de bezerros, assim como já havia sido em 2020. Pelo segundo ano consecutivo, o Mato Grosso foi líder no ranking dos Estados com 32,4 milhões de cabeças. Cerca de 15% do efetivo nacional. Goiás aparece na segunda posição com quase 11%. Contudo, na comparação municipal, a liderança ficou com São Félix do Xingu (PA): 2,5 milhões de cabeças.

-Publicidade-

Ao longo de 2021, o rebanho nacional de bovinos foi capaz de prover cerca de 6 milhões de toneladas de carne aos consumidores do Brasil. É uma quantia próxima a 30 quilo por habitante, conforme as estimativas da Companhia Nacional de Abastecimento. Somando exportação e mercado interno, a produção do país atingiu pouco mais de 8 milhões de toneladas de proteína no ano passado.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.