Anvisa promove mudanças nos rótulos de alimentos

Novas regras passam a ser obrigatórias a partir de domingo

A Oeste depende dos assinantes. Assine!

-Publicidade-
O objetivo é facilitar a informação para o consumidor
O objetivo é facilitar a informação para o consumidor | Foto: Divulgação/Anvisa

Os alimentos fabricados a partir do próximo domingo 9 vão seguir os novos rótulos determinados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O objetivo da nova norma é facilitar a informação para o consumidor. A regra é válida para todos os produtos alimentares embalados.

As tabelas vão ser brancas com letras pretas, para ressaltar as informações. Serão informados: a quantidade de açúcares totais e adicionados, o valor energético e de nutrientes, sempre por 100 g ou 100 ml, para facilitar a comparação de produtos.

O número de porções também passa a ser obrigatório. A principal mudança é a identificação na frente da embalagem, na parte superior, dos produtos com alto teor de açúcar, gordura saturada e sódio, que, em excesso, podem fazer mal à saúde.

-Publicidade-

Segundo a Anvisa, quanto mais informação nos rótulos melhor, principalmente para quem tem intolerância alimentar, alergia ou tem doenças como diabetes ou hipertensão.

“À medida que o consumidor tem acesso às informações mais detalhadas e mais exatas dos produtos, ele passa a ter maior consciência sobre aqueles produtos que está consumindo, e naturalmente, como efeito secundário, os fabricantes acham por melhorar a qualidade nutricional dos seus produtos para atender à demanda dos seus consumidores”, explicou o coordenador de Padrões e Regulação de Alimentos da Anvisa, Tiago Rauber.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

5 comentários Ver comentários

  1. Perguntamos aos candidatos ao governo de São Paulo como acabar com a Cracolândia, reduto de viciados no centro da capital paulista. Veja o que eles responderam:

    *Fernando Haddad (PT):* Essa população de viciados não pode ficar na rua, vamos alugar apartamentos para eles morarem no centro de São Paulo e lhes dar algum dinheiro para comprarem comida.

    *Tarcísio de Freitas (Republicanos):* É necessario promover o acolhimento para reinserção social, com desintoxicação, capacitação, geração de trabalho e renda. Melhorar as condições das comunidades terapêuticas, com proximidade à natureza. Criar “portas de saída” como programas de inserção de pessoas em situação de rua, ex-dependentes e egressos do sistema prisional no mercado de trabalho formal, principalmente em empresas parceiras e em obras contratadas e/ou concedidas pelo Estado.

    https://revistaoeste.com/politica/eleicoes-2022/cracolandia-o-que-dizem-os-programas-dos-candidatos-ao-governo-de-sp/

  2. Eu gostaria de saber como a Anvisa se posiciona com uma gama de remédios vendidos pela Internet e com uma grande propaganda nas TVs abertas e por assinatura. São remédios milagrosos pra males de A a Z, suplementos e etc. Uma verdadeira farmácia virtual.
    Pergunto: todos esses medicamentos têm o controle da Anvisa ou são pelo sistema “o que não mata engorda” ?
    Fala aí Dr. Barra Torres!

  3. Mais uma obrigação sem sentido que é imposta burocraticamente à industria, com o objetivo de manipular habitos do consumidor. Pura engenharia social!
    Daqui a pouco, terão de colocar um aviso de morte e símbolo de caveira em salgadinhos, bolachas, sucrilhos… Ou então vão fazer a versão “saudável”: sem sal, sem gosto, sem graça.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.