Caminhoneiros protestam contra ‘lockdown’ de Doria

Governador de São Paulo pôs o Estado na fase vermelha do plano de contingência da covid-19, a etapa mais restritiva
-Publicidade-
Conforme o tucano, a alta taxa de ocupação de leitos de UTI por pacientes com covid-19 justifica restrições
Conforme o tucano, a alta taxa de ocupação de leitos de UTI por pacientes com covid-19 justifica restrições | Foto: Vinicius Nunes/Estadão Conteúdo

Caminhoneiros se manifestam na manhã desta sexta-feira, 5, contra o lockdown decretado pelo governador de São Paulo, João Doria (PSDB). O ato iniciou-se às 05h na capital paulista. Até a publicação desta reportagem, os veículos se encontravam na Marginal do Tietê, no sentido da Rodovia Ayrton Senna. As pistas expressa, central e local estão interditadas. Há registro de outra paralisação da categoria na Avenida Teotônio Vilela, próximo ao Autódromo de Interlagos.

Veja imagens

-Publicidade-

Fase vermelha

Nesta semana, Doria pôs o Estado na fase vermelha, a mais restritiva do plano de contingência do coronavírus. Apenas os serviços considerados essenciais podem funcionar. A medida entra em vigor na primeira hora do sábado 6 e deve permanecer até 19 de março. Também foi imposto um toque de recolher, que ocorre das 20h às 5h, com o objetivo de coibir aglomerações e festas noturnas. Conforme o tucano, a alta taxa de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva por pacientes com covid-19 justifica as iniciativas. Outros Estados seguiram Doria.

Leia também: “O fracasso do lockdown”, reportagem publicada na Edição 45 da Revista Oeste

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

3 comentários

  1. E o que tem a dizer esse alcaide relativamente ao gasto de R$ 90.000.000,00 (noventa milhões de reais) para prestação de serviços de publicidade , com vigência entre 01/03/2021 a 31/08/2021, Contrato de Termo Aditivo assinado em 26/02/2021, Processo SPdoc – 158.449/2015 – Administração da Unidade de Comunicação – Concorrência 02/2017- Contrato 02/2018 ????????!!!!!

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.