‘Cancelar o Carnaval agora seria irresponsabilidade’, diz prefeito de SP

Ricardo Nunes afirma que a folia gera emprego e renda para o município e que vai esperar até o final de janeiro para decidir
-Publicidade-
Segundo o prefeito de São Paulo, a festa deverá reunir 15 milhões de pessoas
Segundo o prefeito de São Paulo, a festa deverá reunir 15 milhões de pessoas | Foto: Divulgação

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MBD), disse que até janeiro vai decidir sobre a realização do Carnaval na cidade.

Em entrevista ao jornal Bom Dia SP, da TV Globo, nesta terça-feira, 14, Nunes advertiu que seria uma atitude irresponsável cancelar o Carnaval neste momento.

“Carnaval na cidade de São Paulo gera cerca de 20 mil empregos e traz uma movimentação financeira de R$ 2,7 bilhões”, apontou. “Seria irresponsabilidade minha nesse momento fazer o cancelamento, eu tenho até o final de janeiro”, acrescentou o prefeito.

-Publicidade-

“Prioridade é a Saúde que determina. Se houver risco, não terá Carnaval. Se não houver risco, a gente não pode abrir mão de uma fonte de geração de emprego e renda para a cidade que é tão importante para ajudar, inclusive, a diminuir a pobreza e a desigualdade social”, concluiu.

A prefeitura de São Paulo estimou, em outubro, que o Carnaval de 2022 deverá reunir cerca de 15 milhões de pessoas e se tornar um dos maiores do país.

Leia também: “Para a hipocrisia não há vacina”, artigo de Ana Paula Henkel publicado na edição 89 da Revista Oeste

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.