-Publicidade-

Bolsonaro confirma atraso na entrega das vacinas vindas da Índia

"Daqui a dois ou três dias, no máximo, nosso avião vai partir e vai trazer esses 2 milhões de vacinas para cá", afirma presidente [caption id="attachment_346661" align="alignnone" width="2560"] A encomenda…
Foto: Cadu Rolim/Estadão Conteúdo
Foto: Cadu Rolim/Estadão Conteúdo | Foto: Cadu Rolim/Estadão Conteúdo

“Daqui a dois ou três dias, no máximo, nosso avião vai partir e vai trazer esses 2 milhões de vacinas para cá”, afirma presidente

vacina da oxford
A encomenda foi produzida pelo Serum Institute, sob licenciamento da Universidade de Oxford e da farmacêutica AstraZeneca | Foto: Cadu Rolim/Estadão Conteúdo

Nesta sexta-feira, 15, o presidente Jair Bolsonaro confirmou que haverá atraso no envio da carga de vacinas vindas da Índia para o Brasil. A encomenda foi produzida pelo Serum Institute, sob licenciamento da Universidade de Oxford e da farmacêutica AstraZeneca — os desenvolvedores do imunizante. Anteriormente, a data para a chegada do produto ao país estava prevista para amanhã, sábado 16.

“Foi tudo acertado para disponibilizar 2 milhões de doses, só que hoje [15 de janeiro], neste exato momento, está começando a vacinação na Índia, que é um país com 1,3 bilhão de habitantes. Então resolveu-se aí — e não foi uma decisão nossa — atrasar por um ou dois dias, até que o povo comece a ser vacinado lá para aquele lado também”, explicou durante uma entrevista concedida ao programa Brasil Urgente, da Rede Bandeirantes. “Daqui a dois ou três dias, no máximo, nosso avião vai partir e vai trazer esses 2 milhões de vacinas para cá.”

Leia também: “Coronavírus: empresa indiana anuncia que vai exportar vacina da Oxford”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês