Críticas à cloroquina são inconsistentes, diz representante de Ministério

Para o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, há polarização nas discussões científicas a respeito da prescrição da cloroquina
-Publicidade-
Governo intensificou produção dos medicamentos | Foto: Fernanda Carvalho/ Fotos Públicas
Governo intensificou produção dos medicamentos | Foto: Fernanda Carvalho/ Fotos Públicas | Comprimidos de Cloroquina

Para o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, há polarização nas discussões científicas a respeito da prescrição da cloroquina

Comprimidos de Cloroquina
Governo intensificou produção dos medicamentos | Foto: Fernanda Carvalho/ Fotos Públicas

O secretário de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde, Hélio Angotti, afirmou que existe “polarização” em torno do uso da hidroxicloroquina no tratamento do novo coronavírus. Na opinião dele, há “inconsistências” nas críticas direcionadas ao uso do medicamento. Ele também pediu respeito a escolha do tratamento feita pelo médico, bem como a escolha do paciente sobre qual tratamento fazer.

-Publicidade-

EXCLUSIVO: Mandetta ignorou parecer de entidade médica a favor da cloroquina

“Há uma série de inconsistências nessas críticas e a gente lamenta essa polarização. Vamos respeitar a competência dos nossos profissionais de saúde, o direito deles de prescrever, o direito do paciente buscar o tratamento que melhor entende ser correto”, defendeu o secretário nesta sexta-feira, 17.

Revista Oeste: Cloroquina – a solução que venceu a ideologia

Angotti afirmou que as críticas direcionadas ao uso de medicamentos podem ser feitas por uma leitura incorreta dos resultados das pesquisas. “E as pessoas precisam aprender a ler ciência. Há evidências contrárias a essa e outras drogas. Mas são pacientes que podem estar na fase leve, na fase inicial. Esses artigos têm se posicionado contra o uso da droga, mas muitas vezes em pacientes em fase tardia”.

*Com informações da Agência Brasil

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.