JBS é multada nos EUA por não proteger funcionários do coronavírus

Empresa afirmou, no entanto, que alegações da Administração de Segurança e Saúde Ocupacional do país são sem mérito.
-Publicidade-
JBS foi multada por não proteger funcionários contra o coronavírus nos Estados Unidos | Foto: DIVULGAÇÃO
JBS foi multada por não proteger funcionários contra o coronavírus nos Estados Unidos | Foto: DIVULGAÇÃO | jbs, osha, estados unidos, multa, coronavírus

Empresa afirmou, no entanto, que alegações da Administração de Segurança e Saúde Ocupacional do país são sem mérito

jbs, osha, estados unidos, multa, coronavírus
JBS foi multada por não proteger funcionários contra o coronavírus nos Estados Unidos
Foto: DIVULGAÇÃO
-Publicidade-

A JBS foi multada em US$ 15,6 mil (cerca de R$ 83 mil) pela Administração de Segurança e Saúde Ocupacional (OSHA, na sigla em inglês), órgão ligado ao Departamento de Trabalho do governo dos Estados Unidos, por não proteger seus funcionários contra o coronavírus.

A OSHA alega que a JBS não forneceu um local de trabalho livre de riscos que podem causar morte ou danos graves aos funcionários da companhia.

O órgão afirma também que, em inspeção realizada em maio deste ano, a empresa não forneceu a um representante autorizado dos funcionários os registros de lesões e doenças em tempo hábil.

A partir da citação e da multa, a companhia tem um prazo de 15 dias úteis para solicitar uma conferência com o diretor de área da OSHA ou contestar as conclusões perante à Comissão de Revisão de Saúde e Segurança Ocupacional independente.

Entretanto, a JBS já afirmou que as alegações da OSHA são totalmente sem mérito.

“A JBS USA considera que a citação da OSHA (Occupational Safety and Health Administration) é totalmente sem mérito. Ela tenta impor um padrão que não existia em março, quando enfrentamos a pandemia sem qualquer orientação. Quando a OSHA finalmente forneceu orientação no final de abril, um mês após o início do período abrangido pela citação, nossas medidas preventivas implementadas anteriormente já excediam amplamente qualquer uma das suas recomendações. Cada medida proposta na citação foi implementada meses atrás na unidade de Greeley. Os apontamentos da OSHA teriam sido informativos em fevereiro. Hoje, eles não atendem nem aos nossos padrões internos”, informou comunicado da companhia.

De acordo com a empresa, centenas de medidas foram tomadas para prevenir a disseminação da doenças nas fábricas e empregados dos grupos de risco foram mantidos afastados para com salários pagos integralmente.

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comment

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site