Danuza Leão, ex-modelo e escritora, morre, aos 88 anos

Ela foi a primeira brasileira a desfilar no exterior e tornou-se uma das personalidades da sociedade carioca do século 20
-Publicidade-
Danuza estava internada em uma clínica na zona sul do Rio de Janeiro
Danuza estava internada em uma clínica na zona sul do Rio de Janeiro | Foto: Reprodução/Redes sociais

A ex-modelo e escritora Danuza Leão morreu nessa quarta-feira 22, aos 88 anos. Ela sofria de enfisema pulmonar e teve uma insuficiência respiratória. Estava internada em uma clínica, na zona sul do Rio de Janeiro.

Uma das personalidades mais importantes da sociedade e da cultura carioca do século 20, tornou-se uma cronista célebre na imprensa brasileira.

Ela lançou best-sellers como Na Sala com Danuza e Quase Tudo, a autobiografia na qual narra uma vida intensa e marcada também por casamentos com figuras também centrais em sua época.

-Publicidade-

Danuza Leão nasceu em Itaguaçu, no interior do Espírito Santo, no dia 26 de julho de 1933. Aos 10 anos, ela e a família se mudaram para o Rio de Janeiro.

Ainda na década de 1950, Danuza deu início a sua carreira como modelo. Ela foi a primeira brasileira a desfilar no exterior.

Danuza deixa dois filhos, a artista plástica Pinky Wainer e o empresário cinematográfico Bruno Wainer.

Danuza Leão foi a primeira brasileira a desfilar no exterior | Foto: Reprodução
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.