-Publicidade-

Gilmar Mendes manda soltar traficante preso com quase 200 kg de cocaína

De acordo com o magistrado, o criminoso tem bons antecedentes e é réu primário
O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal
O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal | Foto: Divulgação/Agência Brasil

Em dezembro de 2020, o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu soltar um traficante preso pela Polícia Rodoviária com 188 quilos de cocaína. A prisão ocorreu em fevereiro do ano passado. De acordo com o magistrado, por ter bons antecedentes e ser réu primário, em vez de ficar em prisão preventiva, o criminoso deve responder ao processo em liberdade — desde que cumpra algumas medidas cautelares: apresentar-se periodicamente a um juiz, manter-se em sua residência das 20 horas às 6 da manhã e não sair de sua comarca sem autorização judicial.

O Ministério Público Federal recorreu da decisão. Mas, na terça-feira passada, 23, a soltura foi mantida pela Segunda Turma do STF — colegiado que conta com Mendes e outros quatro ministros: Ricardo Lewandowski, Cármen Lúcia, Edson Fachin e Nunes Marques.

Leia também: “Gilmar Mendes compara Operação Lava Jato a um ‘esquadrão da morte’”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.