‘Já dei o recado. Daqui para frente, vou agir’, diz Bolsonaro sobre o Exército

'Eu não fechei nada. O meu Exército só vai para a rua para manter a liberdade de vocês, jamais vai mantê-los dentro de casa', disse o presidente
-Publicidade-
O presidente Jair Bolsonaro voltou a falar em uso das Forças Armadas para garantir direito de ir e vir da população
O presidente Jair Bolsonaro voltou a falar em uso das Forças Armadas para garantir direito de ir e vir da população | Foto: Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro voltou a falar nesta sexta-feira, 14, sobre a possibilidade de editar um decreto que garanta o direito de ir e vir dos brasileiros, em meio às restrições impostas por prefeitos e governadores durante a pandemia de covid-19. Antes de viajar para o Mato Grosso do Sul, onde se encontrará com produtores rurais, Bolsonaro subiu o tom.

“Eu não fechei nada. O meu Exército só vai para a rua para manter a liberdade de vocês, jamais vai mantê-los dentro de casa”, disse o presidente a um grupo de apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada. “Eu respondo por meus atos. Agora, se governadores, prefeitos estão na contramão…”, prosseguiu Bolsonaro. “Pessoal, já dei o recado que eu tinha que dar. Daqui para frente, eu vou agir”, finalizou.

Leia mais: “‘Tarcísio está se descobrindo para a política’, garante Bolsonaro”

-Publicidade-
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

10 comentários Ver comentários

  1. Pena é que o nosso presidente não tenha atingido o generalato!…É muito sofrimento para o Capitão, na posição de supremo mandatário de um país tão grande!…

  2. O Noel é que tem razão…Mas, infelizmente, estão permitindo que os morcegos deitem e rolem sobre este desprotegido povão brasileiro!…É totalmente improvável…, aliás, do jeito que andam as perspectivas, tudo é em prol dos morcegos…Por enquanto, Noel, temos que enxugar lágrimas…O diabo está solto neste Brasil!…Contra esse indivíduo, só alguma medida mais severa, com muita oração e jejum!…Não há jeito!…Só o Supremo pode !…..

  3. Presidente, caso os abusos persistam ou voltem a acontecer, haja, e não se preocupe com as opiniões dos vagabundos que roubavam a nação, ou daqueles que recebiam dinheiro dos ladrões, que se chamam imprensa, artistas e intelectuais de merda.

  4. Está na hora do presidente impor as prerrogativas do executivo, que até aqui só ficou na defensiva. Se o STF não defende a constituição, que é sua principal função, o presidente deverá faze-lo. O povo já deu sua autorização.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.