Juíza Mônica Maria é encontrada morta em carro em Belém

Polícia confirmou ferimento por arma de fogo
-Publicidade-
Mônica Maria era natural da Paraíba e atuava no Rio Grande do Norte | Foto: Reprodução
Mônica Maria era natural da Paraíba e atuava no Rio Grande do Norte | Foto: Reprodução

A juíza Mônica Maria Andrade Figueiredo de Oliveira foi encontrada morta dentro de um veículo estacionado em um prédio em Belém, no Pará, nesta terça-feira, 17. A magistrada era responsável pela comarca da cidade de Martins, no Rio Grande do Norte, mas ia com frequência a Belém, pois era casada com um juiz lotado na capital paraense.

Segundo relato de João Augusto Figueiredo de Oliveira Júnior, marido de Mônica, o casal teria tido uma discussão durante a noite de segunda-feira, 16, quando a juíza resolveu pegar algumas roupas e disse que iria viajar.

Depois de achar o carro da mulher, João levou o corpo para a delegacia — a perícia constatou um ferimento por arma de fogo.

-Publicidade-

O Tribunal de Justiça do Pará (TJ-PA) informou que ainda não irá se manifestar sobre o caso, que atualmente é investigado pela Divisão de Homicídios da Polícia Civil.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

7 comentários Ver comentários

  1. Pena, tão jovem, tão bonita. Nunca vi ninguém fazer as malas e se suicidar, ou resolver sair de casa e sentar no banco do carona. A porta do carro estava aberta, como o marido tem tanta certeza de que não houve interferência de um estranho nesses disparos? Meio cedo para falar em suicídio.

  2. Por que, quando adiciono link de reportagem de outros veículos de imprensa, o comentário automaticamente fica aguardando moderação para ser postado neste espaço?
    A propósito, nunca vi um comentário meu ser publicado com link de reportagem, mesmo após dois dias monitorando a moderação.
    🤔

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.