Justiça manda Twitter excluir post de Greenwald contra Moro

Na publicação, o jornalista chamou o pré-candidato à presidência de 'juiz corrupto'
-Publicidade-
A postagem levou Moro a ajuizar a ação de indenização por dano moral
A postagem levou Moro a ajuizar a ação de indenização por dano moral | Foto: Divulgação/Agência Brasil

A Justiça de Curitiba acolheu um pedido do ex-juiz Sérgio Moro e determinou que o Twitter exclua um post do jornalista Gleen Greenwald, sob pena de multa diária de R$ 5 mil.

Na publicação de 28 de fevereiro, Greenwald chamou o pré-candidato à presidência de “juiz corrupto”.

O jornalista escreveu: “O juiz brasileiro corrupto que prendeu Lula em 2018 para impedi-lo de concorrer à presidência e depois foi trabalhar para Bolsonaro como ministro da Justiça (apenas para deixar de acusar Bolsonaro de corrupção), agora está concorrendo à presidência, acusando Bolsonaro e Lula de [serem] pró-Rússia”.

-Publicidade-

A postagem levou Moro a ajuizar a ação de indenização por dano moral — com valor da causa de R$ 100 mil.

A decisão, do juiz Austregésilo Trevisan, da 17ª Vara Cível de Curitiba, foi publicada na terça-feira 15. Na avaliação do magistrado, o post “não se reveste de interesse público” e “atenta contra a honra” de Moro.

“Uma vez que a publicação efetuada pelo réu atribui o adjetivo ‘corrupto’ ao autor, desprovido, ao que se sabe, de efetiva comprovação, ainda que mediante sentença judicial transitada em julgado, com aparente intenção de prejudicar publicamente a sua imagem, limitando-se em pura ofensa e desprovida de qualquer vontade de narrar fato, afigura-se caracterizado, prima facie, abuso do direito de manifestação/comunicação”, escreveu o juiz no despacho.

Ao analisar o caso, o juiz Austregésilo Trevisan considerou que, a circunstância de Moro ser uma pessoa pública, ex-juiz federal, pré-candidato à presidência da República “não autoriza que o réu, na qualidade de jornalista, ultrapasse a fronteira do animus narrandi (narrar os fatos) e animus criticandi (criticar o agente), de modo a atingir direitos de personalidade do autor”.

O magistrado deu uma liminar em favor de Moro, ou seja, uma decisão provisória, da qual cabe recurso. Para o juiz, havia “perigo da demora” em analisar o caso.

Leia também: “O melancólico fim da terceira via”, reportagem de Silvio Navarro publicada na edição 103 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

16 comentários Ver comentários

  1. Os conhecimentos de Inglês de quem traduziu a frase “…went to work for Bolsonaro as Justice Minister (only to quit accusing Bolsonaro of Corruption)…” estão abaixo dos padrões de excelência da Revista Oeste.

  2. Quanta imbecilidade aqui de pobres de direita, o Morocutaia é safado, corrupto, kenga dos americanos e FD* vcs babacas que defendem esse marginal. Vcs metidos a direita, são umas desgraças para esse país. Pqp.

  3. Queria que o verdevaldo provasse que o ladrão é inocente e foi condenado “injustamente” pelo Marreco e por mais uma dezena de juízes de todas as instâncias somente para não concorrer nas eleições de 2018 e ainda mais, prova que o Bolsonaro é corrupto! Falar fale news assim é permitido?

    1. Concordar? Não boto a mão no fogo pelo marreco mas dizer que ele condenou o ladrão somente para o larápio não concorrer em 2018 é negar a realidade, provas não faltam e ele foi condenado por mais uma dezena de juízes em todas as instâncias, essa é uma grande fale news do jornalista queridinho do barbudo ladrão, e mais, ele fala que o marreco livrou o Bolsonaro de acusações de corrupção, onde estão as provas? Quase 4 anos com toda oposição, militância esquerdopata, mídia corrupta, sistema corrupto cuidando até se o PR espirra e quantos espirros ele dá e até agora só o que tem são narrativas desmentidas e desmascaradas com facilidade! Então, me desculpa, mas concordar com esse militante esquerdista não dá, nem aqui e nem em Nárnia!

  4. Olha, sem políticos de estimação, o bozo criminoso conforme a investigação da polícia federal e mais uma penca de processos em andamento deve ser preso após o fim do seu desgoverno em Dezembro próximo! Talkey

    1. Não sei de onde a esquerda tira esta narrativa que se o Lula fosse candidato em 2018 ele ganharia a eleição, só se fosse na fraude, mas como as forças armadas estavam atenta, nem na fraude ganharia. Não gosto do moro como político, mas o Lula é bandido sim, sempre foi, só está solto, porque a justiça nesse país não é cumprida.

  5. Lembro-me bem que o cachaceiro durante a sua gestao, expulsou um jornalista estrangeiro por que este o chamou pela alcunha pela qual ele era conhecido, anteriormente mencionada por mim. Nao consigo entender como esse Verdevaldo ainda continua livre, leve e solto em terras tupiniquins, falando as baboseiras de sempre e mentindo descaradamente em seus posts. Poque nao foi expulso do pais ainda ? Esse sim. e uma persona non grata.

  6. Em ingles a palavra corrupt inclui interesses outros que não dinheiro. O STF julgou Moro e decidiu que ele foi parcial e anulou suas decisoes. Discordo do STF mas o Glenn fez uma afirmacao factual amparado pela decisao do STF. Ha uma inconsistencia evidente entre Lula solto e Moro solto. Um dos dois deveria estar na cadeia. Na minha opiniao o Lula, mas o STF pensa diferente.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.