-Publicidade-

Máscaras serão obrigatórias em transporte público no Estado de SP

A partir de 4 de maio, empresas que não respeitarem exigência poderão ser multadas e população, advertida.

A partir de 4 de maio, empresas que não respeitarem exigência poderão ser multadas e população, advertida

Foto: MAYCON SOLDAN/CÓDIGO19/ESTADÃO CONTEÚDOO

O uso de máscaras será obrigatório em ônibus, táxis e aplicativos de carona na cidade de São Paulo, assim como já era em trens e metrôs do Estado, anunciaram nesta quarta-feira o prefeito da capital, Bruno Covas e o governador, João Doria. A regra passa a valer a partir do dia 4 de maio, próxima segunda-feira.

A medida serve como um endurecimento nas regras de distanciamento social, visto que o confinamento imposto pelo governo tem deixado de ser respeitado pela maior parte da população: nesta terça-feira, apenas 48% se mantiveram em casa como recomendado.

Ambos os governantes irão publicar decretos que proíbem a população de acessar os transportes sem o equipamento. Os condutores poderão impedir a população de embarcar sem as máscaras. Caso a regra seja descumprida, a empresa pode pagar multa de R$ 3,3 mil e o cidadão, ser advertido. “A gente reconhece que muitas vezes as pessoas possam reclamar do incômodo de se utilizar uma máscara, mas é um incômodo pequeno em relação ao benefício que ela traz do ponto de vista sanitário”, afirmou Covas.

O poder público garante que irá garantir pontos de venda da proteção individual perto de locais de embarque.

Para Doria, com tão pouca gente seguindo o confinamento social, a flexibilização e reabertura da economia na capital ficam mais distantes. “Numa taxa de isolamento de 48%, não há menor condição de flexibilização. E evidentemente com os riscos de colapso no atendimento público nos hospitais”.

 

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
Envie-nos a sua opinião, sugestão ou crítica! Fale conosco
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês