Ministério da Saúde rejeita relatório contra ‘kit covid’ em pacientes no SUS

Decisão foi assinada pelo secretário de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos em Saúde da pasta, Hélio Angotti Neto
-Publicidade-
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O Ministério da Saúde rejeitou ontem, sexta-feira, 21, um relatório da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias ao Sistema Único de Saúde (Conitec) que não recomenda o uso de hidroxicloroquina e outros medicamentos do chamado “kit covid” para tratamento em pacientes do SUS com covid-19. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União.

Segundo as diretrizes da Conitec, aprovadas em maio e dezembro do ano passado, remédios como a cloroquina, a azitromicina e a ivermectina não devem ser usados no tratamento da covid-19, seja para casos leves (ambulatoriais) ou para tratar pacientes hospitalizados.

A decisão contra o parecer da Conitec foi assinada pelo secretário de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos em Saúde da pasta, Hélio Angotti Neto. Entre os motivos, o secretário alega “incerteza e incipiência do cenário científico diante de uma doença em grande parte desconhecida”.

-Publicidade-

Autonomia médica

Em entrevista à Revista Oeste em outubro do ano passado, o presidente do Conselho Federal de Medicina (CFM), Mauro Ribeiro, defendeu a autonomia médica, ou seja, o direito que permite ao médico tomar decisões de maneira consciente, independente e livre, de acordo com seus padrões de conduta moral e com o Código de Ética Médica.

“Ao defender a autonomia, não estamos defendendo um tratamento, mas um princípio milenar hipocrático e isso nos dá muita segurança e tranquilidade para enfrentar denúncias da Defensoria Pública da União, multas milionárias, investigação na CPI”, disse Ribeiro.

 

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

22 comentários Ver comentários

  1. Senhores, agora com o COVID Omicron, ou Covid Nutela, parece não haver mais altos riscos. Tanto faz tratar ou não. O Covid < Delta e outras cepas fortes, que eu inclusive fui vitima. Com pulmão 50% tomado , o que me salvou foi tratar. Se não fosse isto , estaria na estatística do Dória, como defunto. Não existe quem não trata, até o Willian Bonner, se tiver Covid pesado, vai se procurar tratar. Os remédios são diversos. Sigo Dr. Zeballos, e DR. Eliezer. Este médicos de escritório, não servem pra nada. Apenas pra complicar. Caíram , nesta pandemia, as máscaras, de hipócritas das seguintes classes Profissionais: Professores, Médicos, Juízes , Governadores e da Globo.

  2. Eles querem voltar ao poder a todo custo . Não importa se o povo vive ou morre,Saltitante quase quebrou as pernas na CPI do COVID., BOLSONARO 2022

  3. Claro que irão rejeitar! Imagina só o medo de constatarem que, os remédios citados resolvem mais que qualquer vacina kkkkkkkk rejeitarão sempre!

  4. Minha irmã mais velha foi salva pelo seu médico da COVID-19 ,fez o tratamento precoce e em 15 dias ficou saudável novamente ! Ela tem 70 anos e estava com doenças antes de ser infectada !

  5. UM DIA, A VERDADE VIRÁ A TONA……ENTÃO VEREMOS COMO PSEUDO DOUTOS,JORNALISTAS ATIVISTAS, CIENTISTAS DE ALUGUEL E POLITICOS VÃO SE EXPLICAR….
    AH, ADIANTO QUE SOMENTE OS POLITICOS SE SAFARÃO DE SUAS RESPONSABILIDADES..

  6. É o dinheiro que cria a aura de respeitabilidade dos fármacos patrocinados. Aí remédios experimentais são legitimados e drogas tradicionais como a Ivermectina são demonizadas.

  7. Pois é, Jorlando, eu vejo tantos absurdos que interpretei equivocadamente a notícia. Hoje, depois de ler em outro veículo, que vi a injustiça cometida contra o Secretário Hélio. Peço desculpas. E, realmente, esses remédio livraram da morte milhões de pessoas no mundo todo. Obrigado, e que Deus nos proteja.

  8. Tomo ivermectina há dois anos, de 20 em 20 dias, trabalho na linha de frente e nunca peguei covid , quem quiser que tome…ah, não tenho problemas de fígado …exames regulares…

    1. Eu também, quinzenalmente. Sou médico, lido com muitas pessoas todos os dias, e “so far, so good “. Continuarei usando a ivermectina, sem dúvida.

  9. Eu não quero nem saber, se eu me contaminar com essa bosta me sujeito até a sopa de pedrinha se o médico disser que, com a sopa, tenho 0,01% de diminuir os sintomar e combater o vírus.
    NEGACIONISTAS SÃO OS DESGRAÇADOS QUE NEGAM AS POSSIBILIDADES DE CURA

  10. Esse Sr. Hélio deve estar todo faceiro por ser mais um verdadeiro NEGACIONISTA. Se não fossem esses remédios teriamos tido mais de 2.000.000 de mortes. Todas as pessoas que conheço, que tiveram COVID, foram curados com esses medicamentos, inclusive minha esposa. Infelizmente muitos obedeceram a “siênsia” e foram entubados, e muitos morreram. Porque esse cidadão decide um assunto desses?

    1. Hermes, o relatório era contra o kit. O Sr. Hélio reprovou o relatório. Ele aprova o kit. Usado também por minha esposa, eu e meu filho.

  11. NA EUROPA E EUA JÁ ESTÃO EXISTE POSIÇÃO CONTRÁRIA A ESSA.VÁRIOS PROCEDIMENTOS COM IVERMECTINA E HIDROXICLOROQUINA PROVARAM FUNCIONAR. BOLSONARO PODERÁ SE PERPETUAR NO PODER AO DEFENDER O DIREITO DO PACIENTE DE LUTAR PELA VIDA !

    1. Welmar, não sei a qual posição está se referindo. A do Conitec ou a do Secretário Hélio Angoti. Porque, pelo menos a grande maioria, e eu me incluo, estou de acordo com o Secretário. O Kit COVID
      é a solução, seja para quem já está infectado bem como para profilaxia. Quero que entenda que não estou te contestando porque tiveram duas decisões aí. Ok?

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.