MPRJ prende delegado acusado de cobrar propina em Petrópolis

Maurício Demétrio Afonso Alves é suspeito de comandar um esquema que exigia propina de lojistas
-Publicidade-
Maurício Demétrio Afonso Alves foi preso pelo MPRJ
Maurício Demétrio Afonso Alves foi preso pelo MPRJ | Foto: Reprodução/Mídias Sociais

O delegado Maurício Demétrio Afonso Alves, ex-titular da Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Propriedade Imaterial (DRCPIM), foi preso na manhã desta quarta-feira, 30, suspeito de comandar um esquema que exigia propina de lojistas da Rua Teresa, em Petrópolis, para permitir a venda de roupas falsificadas.

A Operação Carta do Corso, deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público do Rio de Janeiro (Gaeco/MPRJ), prendeu mais cinco pessoas. Durante a ação, os agentes apreenderam R$ 300 mil em dinheiro na casa do delegado Maurício Demétrio.

A principal atribuição do DRCPIM é investigar a pirataria e a violação de direitos autorais.

-Publicidade-

Leia também: “MPRJ pede investigação de executivos da Vale”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site