Saúde recomenda adiar gravidez ao perceber risco maior de variante do coronavírus em gestantes

Mortes maternas por covid-19 mais que dobraram nas 13 primeiras semanas de 2021, e falta de assistência adequada é o principal fator

-Publicidade-
 Ministério da Saúde: recomendação de adiar a gravidez
Ministério da Saúde: recomendação de adiar a gravidez | Foto: Divulgação/Unsplash

Em entrevista coletiva realizada nesta sexta-feira, 16, o secretário de Atenção Primária à Saúde do Ministério da Saúde, Raphael Câmara, disse que as as variantes do coronavírus no Brasil têm se mostrado mais agressivas em grávidas. Durante este período crítico da pandemia, a recomendação da pasta é postergar a gravidez, como aconteceu durante a epidemia de zika no Brasil — reportou o jornal Folha de S.Paulo.

“Estudo nacional ou internacional não temos, mas a visão clínica de especialistas mostra que a variante nova tem ação mais agressiva nas grávidas. Antes, [a gravidade] estava ligada ao final da gravidez, mas, agora, vê-se uma evolução mais grave no segundo trimestre e até no primeiro trimestre”, afirmou. O secretário não apontou a quais variantes se referia, mas disse que o ministério já está trabalhando para fomentar e realizar estudos que comprovem sua agressividade.

-Publicidade-

Dados mostram que as mortes maternas por covid-19 mais que dobraram nas 13 primeiras semanas de 2021, em relação à média semanal de 2020. O número subiu de 10,4 óbitos (foram 449 mortes em 43 semanas de pandemia de 2020) para 22,2 nas primeiras semanas de 2021, com 289 mortes. O alto número de óbitos é atribuído à falta de assistência adequada, principalmente. Desde o início da pandemia, uma em cada cinco gestantes e puérperas não teve acesso à UTI e uma em cada três não foi intubada.

Durante a coletiva, Câmara anunciou uma portaria que destina, a Estados e municípios, a quantia de R$ 247 milhões para implementação de medidas para apoiar gestantes, como noticiou Oeste.

Leia também: “Butantan: gestantes e crianças que foram vacinadas contra a covid por engano não devem tomar a segunda dose”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 comentários

  1. Ridículo. Como assim adiar a gravidez? E que raios de especialistas são esses? Quem são? Quais suas publicações? O que os permite dar essas opiniões? Ora, se não tem o que falar vale a boca. Nem parece que estou na revista oeste.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site