Com alta de 120% em um ano, cotação do bitcoin bate recorde

No final da manhã desta quarta-feira, pelo horário de Brasília, criptomoeda era cotada a US$ 66,3 mil
-Publicidade-
<i>Bitcoin</i> bateu um novo recorde nesta quarta-feira, 20
Bitcoin bateu um novo recorde nesta quarta-feira, 20 | Foto: André François McKenzie/Unsplash

Com forte valorização no último ano, o bitcoin bateu mais um recorde nesta quarta-feira, 20. Por volta das 11 horas (pelo horário de Brasília), a criptomoeda era cotada a US$ 66,3 mil, superando a maior marca alcançada até então, em abril deste ano (US$ 64,8 mil), de acordo com a Coindesk. A valorização do bitcoin nos últimos 12 meses já passa dos 120%.

-Publicidade-

Desde terça-feira 19, os investidores contam com a possibilidade de aplicar em bitcoins na bolsa de Nova Iorque por meio de um fundo indexado à evolução da própria criptomoeda no mercado norte-americano. A expectativa dos compradores é que esse novo modelo permita a participação de atores financeiros mais tradicionais.

Desde 2013, a Securities and Exchange Commission (SEC) dos Estados Unidos já rejeitou uma série de solicitações para a criação de fundos negociados na bolsa e que replicam o preço do bitcoin.

Com informações do G1

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

  1. Essas criptomoedas serão a próxima desgraça no setor financeiro mundial. Não passam de uma grande picaretagem com ares de modernidade. Criptomoedas são apenas ideias anarquistas de não submissão a regras que por mal compreendidas tem ares jovialidade. Não passam de um sistema de piramide muito bem elaborado. Mas que são picaretagem, a isso são.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.