Companhias aéreas devem fechar 2022 com prejuízo na América Latina

Prognóstico para 2023 também não é favorável para a região
-Publicidade-
Aviação foi prejudicada no mundo inteiro pela pandemia de covid-19 |  Foto: Carlos Daniel Dobelli/Wikimedia Commons
Aviação foi prejudicada no mundo inteiro pela pandemia de covid-19 | Foto: Carlos Daniel Dobelli/Wikimedia Commons

As companhias aéreas na América Latina devem ter um prejuízo de US$ 2 bilhões (R$ 10 bilhões) em 2022 e de US$ 795 milhões (R$ 4 bilhões) em 2023, de acordo com dados divulgados nesta terça-feira, 6, em Genebra, pela Associação Internacional de Transportes Aéreos (Iata).

O prejuízo na América Latina representa 2,4% do faturamento deste ano e deverá corresponder a 0,6% no ano que vem. A entidade projeta, para a região, que a demanda de passageiros cresça 9,3%, e que o total de passageiros transportados atinja 95,6% do registrado antes da pandemia.

No cenário global, entre 2020 e 2021, as empresas do setor registraram prejuízos de US$ 180 bilhões, devido à pandemia e à redução drástica de voos em todo o mundo. Neste ano, o prejuízo do setor deve ser de US$ 6,9 bilhões.

-Publicidade-

Para 2023, a expectativa é positiva, com previsão de lucros pela primeira vez desde a pandemia. A projeção é de US$ 4,7 bilhões em lucros para as companhias aéreas no ano que vem.

As companhias da América do Norte fecharão o ano com um lucro total de US$ 11,4 bilhões; as da Europa, com US$ 630 milhões; e as do Oriente Médio registrarão lucros de US$ 315 milhões.

Mas nem todas as regiões vão ter lucro. Além da América Latina, as companhias da África e da Ásia Pacífico continuarão acumulando perdas. Na África, o prejuízo deve ser de US$ 200 milhões e na Ásia, de US$ de 6,6 bilhões. Nesse último caso, o prejuízo se deve principalmente às restrições de viagens decretadas pela China, principal mercado aéreo da região.

A política chinesa de covid zero também afetou a estimativa de tráfego de passageiros da Iata para 2022, que alcança 70,6% do nível de 2019, contra a previsão anterior, de 82,4%.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.