Custo da cesta básica de alimentos aumenta em 15 capitais em julho

Dados são de um levantamento realizado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos
-Publicidade-
Foto: Arquivo/Agência Brasil
Foto: Arquivo/Agência Brasil | Foto: Arquivo/Agência Brasil

O valor médio da cesta básica de alimentos teve alta em 15 capitais no Brasil em julho de 2021, quando comparadas ao custo no mês anterior. Os dados aparecem em um levantamento realizado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, divulgado nesta quinta-feira, 5. Os maiores aumentos ocorreram em Fortaleza (3,29%), Campo Grande (3,89%), Aracaju (3,71%), Belo Horizonte (3,29%) e Salvador (3,27%). Houve redução em João Pessoa (-0,70%) e Brasília (-0,45%). O preço mais elevado ficou para Porto Alegre R$ 656,92, seguido de Florianópolis (R$ 654,43), São Paulo (R$ 640,51) e Rio de Janeiro (R$ 621,34).

Leia também: “Salário-mínimo da Venezuela compra apenas 1% da cesta básica”

Em relação a julho de 2020, o elevação do custo médio foi registrada em todas as capitais. O maior deles foi em Brasília (29,42%), a segunda posição ficou com Porto Alegre (28,50%), e a terceira com Vitória (26,33%).

-Publicidade-
Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro