-Publicidade-

Em IPO nos EUA, rival chinesa da Tesla quer US$ 1,5 bilhão

Xpeng começará a vender suas ações na Bolsa de Nova York a partir desta quinta-feira.
Mesmo dando prejuízo, chinesa Xpeng quer levantar US$ 1,5 bilhão em IPO <br> Foto: Jengtingchen/Wikimedia Commons
Mesmo dando prejuízo, chinesa Xpeng quer levantar US$ 1,5 bilhão em IPO
Foto: Jengtingchen/Wikimedia Commons | xpeng, ipo, tesla, carros elétricos, bolsa de nova york, estados unidos

Xpeng começará a vender suas ações na Bolsa de Nova York a partir desta quinta-feira

xpeng, ipo, tesla, carros elétricos, bolsa de nova york, estados unidos
Mesmo dando prejuízo, chinesa Xpeng quer levantar US$ 1,5 bilhão em IPO
Foto: Jengtingchen/Wikimedia Commons

A chinesa Xpeng abrirá seu capital nesta quinta-feira, 27, na Bolsa de Nova York. Voltada para a fabricação de veículos elétricos, a empresa concorre diretamente com a americana Tesla.

E surfa na onda do bem-sucedido IPO de outra companhia do país de Xi Jinping nos Estados Unidos para querer arrecadar nada menos que US$ 1,5 bilhão: em 30 de junho, a Li Auto, do mesmo segmento, faturou US$ 1,1 bilhão ao abrir o capital.

Entre os investidores da Xpeng estão empresas como a Alibaba e a Xiomi.

Fundada em 2015, a companhia vendeu apenas 4.696 carros nos seis primeiros meses deste ano. A receita do período, de US$ 141 milhões, ficou 19% abaixo do mesmo período do ano passado e o prejuízo da empresa foi de US$ 112 milhões. Até hoje, a Xpeng nunca deu lucros.

Contudo, Elon Musk, o dono da Tesla, tem conseguido convencer investidores de que o carro elétrico é o futuro do transporte no mundo e, com isso, as fabricantes desse tipo de veículo têm ganhado investimentos pesados.

 

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês