-Publicidade-

Em meio à pandemia, atividade econômica cresce 4,89%

A informação foi divulgada hoje pelo Banco Central
Sinais de recuperação econômica pós-coronavírus já são visíveis | Foto: DIVULGAÇÃO/GETTY IMAGES
Sinais de recuperação econômica pós-coronavírus já são visíveis | Foto: DIVULGAÇÃO/GETTY IMAGES | Sinais de recuperação econômica pós-coronavírus já são visíveis | Foto: DIVULGAÇÃO/GETTY IMAGES

A informação foi divulgada hoje pelo Banco Central

em meio à pandemia
Sinais de recuperação econômica já são visíveis | Foto: DIVULGAÇÃO/GETTY IMAGES

Apesar da pandemia de covid-19, a atividade econômica no Brasil dá sinais de recuperação e cresceu 4,89% em junho (em relação ao mesmo período de 2019, houve queda de 7,05%). É o que informou nesta sexta-feira, 14, o indicador IBC-Br do Banco Central, que considera o desempenho da indústria, agropecuária e serviços. Maio também trouxe resultados alvissareiros em relação a abril, de 1,3%, mas ficou aquém das expectativas do mercado, que era de 4,5%.

Leia também: “Por onde virá a retomada?”, reportagem publicada na edição n° 12 de Oeste

Além disso, conforme noticiou Oeste, as melhoras já são sentidas também pelo setor automotivo, que vem se recuperando da crise financeira. As vendas de veículos novos no país apresentaram recuperação pelo terceiro mês seguido, depois da queda vertiginosa registrada em abril. Em julho, foram licenciados 174,5 mil automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus. Portanto, 31,4% a mais que no mês anterior, mas 28,4% menos do que no mesmo mês de 2019.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês