Governo estuda zerar imposto de importação de 11 produtos

Medida objetiva conter a alta de preços gerada pela inflação
-Publicidade-
Governo já fez redução geral nas alíquotas em novembro de 2021 | Foto: Reprodução/Mídias sociais
Governo já fez redução geral nas alíquotas em novembro de 2021 | Foto: Reprodução/Mídias sociais

O governo estuda uma nova rodada de reduções de alíquotas de Imposto de Importação. A ideia é fazer um corte geral de 10% e zerar a alíquota de 11 produtos, incluindo alimentos e aço, que tem grande peso na construção civil. A expectativa com isso é conter a alta de preços gerada pela inflação.

O tema pode ser tratado em reunião da Câmara de Comércio Exterior (Camex) nesta semana.

Em março, o Comitê Executivo de Gestão da Camex decidiu zerar as alíquotas de seis alimentos. A ideia agora é ampliar a lista de produtos isentos. Já em novembro de 2021, o governo cortou em 10% as alíquotas do Imposto de Importação. A proposta é fazer novo corte na mesma proporção.

-Publicidade-

Além disso, será reduzida, em 10%, a Tarifa Externa Comum (TEC) — conjunto de tarifas sobre a importação estabelecido em 1º de janeiro de 1995 —, vigente no Mercosul.

A equipe econômica do governo também quer isentar do Imposto de Renda os investimentos estrangeiros realizados no Brasil. Desde 2003, a isenção se aplica apenas a investidores de títulos públicos. A ideia é estender o benefício para títulos emitidos por empresas privadas, como as debêntures. A medida visa à atração de recursos e poderia valorizar o real em relação ao dólar.

 

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

4 comentários Ver comentários

  1. Claro que os esquerdistas na Petrobrás e acionistas mamadores são contra o Presidente porque ele e seus eleitores cobram pela privatização. Quanto mais roubar a população, mais os diretores, acionistas e desgovernadores embolsam.
    Os que mais roubam são os desgovernadores estaduais e o maior ladrão é o Castro do RJ que mete no cool dos cariocas mais de 51,5% de ICMS sobre a gasolina na bomba.
    Alguém alerta o Bolsonaro de que apoiar Castro e Romário é atraso e joga toda a fala do Presidente no lixo quanto a preço de combustíveis e quanto a Fundão Eleitoral

  2. A Petrobrás tem que ter concorrência real. Dar o maior lucro do setor no mundo em valores nominais e relativos e aumentar o diesel para prejudicar toda cadeia produtiva é um ato político para prejudicar a candidatura do PR.

    1. Venho pensando da mesma forma. Forças do mal, que pode estar travestida de “investidores”, querem derrubar o presidente e eles tem “a força ” para fazer isso. Se acham que limparam àquele lugar, devem estar redondamente enganados… O 24° andar não está ativo fisicamente. Agora trabalham remotamente….

  3. Considero importante porque atualmente somente se critica a Petrobras pela alta dos preços dos combustíveis e por consequência dos alimentos que são transportados. Ainda ouvi em 09/05 na CNN alardear que o novo aumento do diesel vai desencadear aumentos no biodiesel, alimentos e outras baboseiras desonestas.
    Como entender o preço de uma garrafa de óleo de 900 ml. de óleo de SOJA se somos campeões mundiais na produção e temos para DAR e VENDER, que custava em 2019 R$2,60 e hoje R$9,50. E o CAFÉ de R$7,50 para R$19,50, e o AÇUCAR, ÁLCOOL, MILHO, CARNE, etc. etc?
    A boa imprensa da revista oeste, pingo nos is e gazeta do povo poderia ajudar o consumidor a entender que não é só a Petrobras que pratica a Paridade de Preços Internacionais das commodities minerais, agrícolas e pecuária, porque da velhaca imprensa enquanto não derrubar Bolsonaro, desinforma produzindo fakes até nesse importante assunto que é a inflação mundial.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.