-Publicidade-

Governo vai economizar R$ 500 milhões com imóveis

Diferentes órgãos de Estado passarão a integrar uma mesma estrutura
A iniciativa ganhou musculatura durante o surto de covid-19
A iniciativa ganhou musculatura durante o surto de covid-19 | Foto: Arquivo/Agência Brasil

Com a finalidade de economizar R$ 500 milhões, o governo federal vai juntar diferentes órgãos de Estado em uma mesma estrutura. Isso porque, no ano passado, técnicos do Ministério da Economia mapearam prédios alugados e próprios da administração pública e constataram que a medida é possível. Dessa forma, serão compartilhadas despesas, como água, luz, vigilância, manutenção predial, entre outras. A iniciativa ganhou musculatura durante o surto de covid-19 porque muitos servidores passaram a trabalhar em casa.

Na próxima semana, será publicada uma portaria com regras para esse rateio, informou o jornal O Estado de S. Paulo, no domingo 14. As mudanças já começaram. Em Salvador (BA), por exemplo, a estrutura do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, o Ibama, foi para dentro do prédio do Banco Central (BC), o que gerou uma economia anual de R$ 2,5 milhões. No Rio de Janeiro, o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada foi realocado também para o prédio do BC, com redução de custos estimada em R$ 1,5 milhão por ano.

Leia também a entrevista com o secretário de Desestatização, Diogo Mac Cord de Faria, publicada na edição 47 da Revista Oeste

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês