-Publicidade-

Investidores migram para a Bolsa na pandemia

Entre os fatores, os investidores estão a procura por investimentos a longo prazo somada à redução da taxa básica de juros (Selic)
Apenas de março a julho deste ano foram 900 mil contas abertas | Foto: Adailton Damasceno/Estadão Conteúdo
Apenas de março a julho deste ano foram 900 mil contas abertas | Foto: Adailton Damasceno/Estadão Conteúdo | investidores

Entre os fatores, os investidores estão a procura por investimentos a longo prazo somada à redução da taxa básica de juros (Selic)

investidores
Apenas de março a julho deste ano foram 900 mil contas abertas | Foto: Adailton Damasceno/Estadão Conteúdo

Apesar da crise provocada pelo novo coronavírus, a pandemia provocou um crescimento no número de investidores na Bolsa de Valores. Entre os fatores, estão a procura por investimentos a longo prazo somada à redução da taxa básica de juros (Selic).

De acordo com a B3, apenas de março a julho deste ano foram 900 mil contas abertas, levando o total a quase 3 milhões de investidores. Em julho, por exemplo, os brasileiros injetaram R$ 9,5 bilhões na Bolsa.

O valor injetado pelos brasileiros é referente à diferença entre o total de aportes, que foi de R$ 180,2 bilhões e o volume de saques, que totalizou R$ 170,7 bilhões. Por outro lado, os investidores estrangeiros retiraram R$ 8,4 bilhões, e os institucionais cerca de R$ 1,4 bilhão.

Outro fato que chama atenção, é que a cada dez investidores que aplicam na bolsa de valores, seis possuem de 16 a 45 anos. Aliás, o público jovem na bolsa aumentou nos últimos quatro anos.

Esse grupo já configura aproximadamente R$ 100 bilhões dos R$ 382 bilhões sob custódia da B3, de acordo com informações  do jornal O Estado de S. Paulo.

 

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês