Revista Oeste - Eleições 2022

Justiça de SP decreta falência da Ricardo Eletro

A varejista pediu recuperação judicial em agosto de 2020, com dívida superior a R$ 4 bilhões
-Publicidade-
O TJSP decretou a falência da Ricardo Eletro
O TJSP decretou a falência da Ricardo Eletro | Foto: Divulgação

A Justiça de São Paulo decretou na quarta-feira 8 a falência da Máquina de Vendas, grupo proprietário da rede varejista Ricardo Eletro. A empresa pediu recuperação judicial em agosto de 2020, quando acumulava mais de R$ 4 bilhões em dívidas e anunciou o fechamento das 300 lojas físicas da rede.

A decisão do juiz Leonardo Fernandes dos Santos, da 1ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais do Foro Central da Comarca de São Paulo, do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP), considerou “esvaziamento patrimonial” da companhia.

Pela decisão, todos os credores terão seus direitos e garantias restabelecidos às condições originalmente contratadas, o que deixará de fora valores que tenham sido pagos ao longo do processo de recuperação judicial. Ainda será preciso avaliar os ativos da companhia, para fazer frente à quitação de débitos.

-Publicidade-

História

A Máquina de Vendas nasceu em 2010, da união entre a também varejista Insinuante e a Ricardo Eletro. Nos dois anos seguintes, o grupo comprou a City Lar, a Eletro Shopping e a Salfer. A partir de 2016, reuniu todas as marcas do varejo sob a bandeira Ricardo Eletro. Quando encerrou a operação das lojas físicas, demitiu 3,6 mil funcionários.

Os problemas na empresa são antigos. Em 2018, a companhia iniciou um processo de recuperação extrajudicial, então com dívida de R$ 2,5 bilhões. Na época, conseguiu alongar prazos para pagamentos de débitos com bancos e outros credores.

Leia mais: “Itapemirim tem pedido de falência solicitado pelo MP”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.