Lockdown e trabalho remoto fazem quadruplicar perdas da WeWork

Faturamento despencou de US$ 1,1 bilhão para US$ 598 milhões; estimativa é que a empresa tenha perdido 200 mil clientes em um ano
-Publicidade-
Em um ano, receitas da WeWork despencaram quase 50%
Em um ano, receitas da WeWork despencaram quase 50% | Foto: Tolga Akmen/ Getty

Documentos obtidos pelo Financial Times mostram que medidas como o lockdown e o trabalho remoto durante a pandemia de covid-19, entre outros fatores, fizeram quadruplicar as perdas registradas pela WeWork no primeiro trimestre deste ano. O prejuízo acumulado no período foi de US$ 2,1 bilhões, segundo o jornal britânico.

Nos primeiros três meses do ano passado, a WeWork teve cerca de US$ 556 milhões de perdas acumuladas — resultado que já sofreu o impacto de um mês inteiro de restrições por causa da pandemia, cujo início se deu em março de 2020. No primeiro trimestre de 2021, a empresa de coworking teve de demitir um quarto de seus funcionários e colaboradores e desembolsou centenas de milhões de dólares para reestruturar seu portfólio.

Leia mais: “Volvo venderá apenas carros híbridos e elétricos no Brasil”

-Publicidade-

De acordo com fontes ligadas à empresa, também houve um prejuízo causado pelo acordo firmado com um dos fundadores da WeWork, Adam Neumann, que deixou a companhia e teria recebido US$ 500 milhões.

As receitas da WeWork no primeiro trimestre deste ano caíram quase 50% na comparação com o ano anterior, de US$ 1,1 bilhão para US$ 598 milhões. A estimativa é que a empresa tenha perdido 200 mil clientes de um ano para o outro (de 693 mil para 490 mil).

Leia também: “Bitcoin recupera-se, sobe 14% e volta aos US$ 40 mil”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro