Pedro Guimarães descarta a privatização da Caixa

Presidente do banco estatal afirma que a desigualdade social no país é um obstáculo para levar o processo adiante
-Publicidade-
Pedro Guimarães participou do programa <i>Direto ao Ponto</i>
Pedro Guimarães participou do programa Direto ao Ponto | Foto: Reprodução/YouTube

A Caixa Econômica Federal não deverá ser privatizada durante a gestão de Pedro Guimarães. Quem disse isso foi o próprio presidente do banco estatal, em entrevista concedida na última segunda-feira, 24, ao programa Direto ao Ponto, da rádio Jovem Pan. “Enquanto houver desigualdade social relevante no Brasil, não consigo ver o país sem a Caixa Econômica Federal”, ponderou.

De acordo com Guimarães, as conversas acerca da privatização do banco não foram sequer cogitadas pelo presidente Jair Bolsonaro. “Não existe a mínima chance de falar sobre desestatização sem consultar o presidente”, salientou. “No país, há aproximadamente 20 milhões de pessoas que não sabem ler nem escrever. Quando visitamos as agências, as pessoas pedem ajuda aos funcionários para poderem sacar o próprio dinheiro.”

O presidente da Caixa destacou ainda a parceria do banco com o agronegócio, considerado o principal sustentáculo da economia brasileira. “Nos próximos 50 anos, o segmento da economia em que o Brasil continuará a ter vantagem competitiva é o agronegócio”, afirmou. “A Caixa é relevante para o mercado imobiliário e também será importante para o agronegócio.”

-Publicidade-

Guimarães também enfatizou a mudança de postura da atual administração da Caixa, que passou a estabelecer parcerias com pequenas e médias empresas do setor agrícola. “É inaceitável que um banco estatal, o banco dos pobres, só emprestasse dinheiro para os ricos”, criticou. “Então, estamos invertendo essa lógica: a partir da agora, vamos focar nas pessoas carentes.”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.