Preço do combustível começa a cair a partir desta semana, diz Bolsonaro

O presidente não deu detalhes sobre o porcentual que deverá incidir na bomba
-Publicidade-
A declaração foi dada durante um evento realizado em Brasília no fim de semana
A declaração foi dada durante um evento realizado em Brasília no fim de semana | Foto: Marcos Corrêa /Presidência da República

O preço do combustível, que ao longo do ano registrou aumentos expressivos, deverá reduzir a partir desta semana. A declaração é do presidente Jair Bolsonaro em conversa com o portal Poder360, na manhã de domingo 5.

Ele não deu detalhes sobre quanto será o porcentual de redução, mas explicou que a queda no preço deve seguir por algumas semanas. “A Petrobras começa nesta semana a anunciar redução no preço do combustível”, disse. “O que os prefeitos tem alegado é que o aumento dos combustíveis reflete no preço das passagens de transporte.”

“Seria bom que os prefeitos procurassem os governadores”, alegou sobre o tema. “O ICMS é bitributado, é cobrado no preço final da bomba. Eu não reajustei, mantive congelado desde 2019 o valor do PIS/Cofins. Já os governadores mais do que dobraram o valor arrecadado com ICMS de 2019 para cá”, afirmou.

-Publicidade-

A declaração foi dada durante uma visita a um clube de Brasília. O local foi sede da final de um campeonato de futebol realizado com times locais.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

6 comentários Ver comentários

  1. E aí vem uma esquerdopata inconformada da JP dizer que o PR Bolsonaro já está fazendo campanha para 2022 dando esta notícia que é da competência do presidente da Petrobrás.
    Ela só não consegue enxergar campanha antecipada nos atos do Lesa-Pátria da Silva e do TraíraMoro.
    #BolsonaroTemRazao

  2. Que estranho! Não percebi o “mercado” diminuir o valor da Petro 40 bi quando Bolsonaro se meteu na Petro. Porque agor não cola mais derrubar Bolsonaro. Kkkkkk

  3. Guilherme, faça uma matéria para mostrar ao consumidor quais os participantes e quanto recebem do preço médio de R$6,75 nas bombas. Conforme site da Petrobras, e de acordo com levantamento de 21 a 27/11, a empresa recebe R$2,33 por 73% de gasolina A contida no litro de gasolina comum, e o usineiro recebe R$1,11 por 27% de álcool anidro. Logo, o preço por lt. de gas. A da Petrobras é, R$2,33/0,73=R$3,19 e o do lt. de álcool dos usineiros é R$1,11/0,27=R$4,11. Confesso que não sabia que o litro do álcool anidro é 29% maior que o da gasolina A. Portanto, se a composição fosse 50/50, o preço nas bombas seria bem maior. Conclusão, a Petrobras não é o vilão da inflação dos combustíveis. Ai vem o ICMS dos governadores que nada produzem e recebem R$1,77 dos R$ 6,75 nas bombas, que representam 76% do valor recebido pela Petrobras e 51,5% da soma dos combustíveis (2,33+1,11=3,44). Vale observar que os impostos federais são fixos por lt. R$ 0,69 e portanto não aumentam com essas oscilações de preços e a Distribuição/Revenda R$ 0,85 já aumentou 35% desde set/21.
    Podemos concluir que se a Petrobras reduzir 10% (2,33*0,90=2,10) e os demais agentes nada reduzirem, o valor das bombas será R$ 6,75-0,23=R$6,52 ou seja só 3,4% menor. Assim, fica fácil explicar aos políticos, governadores e a inidônea velha imprensa que antes da Petrobras temos os vilões ICMS e Usineiros.
    Sugiro que façam o mesmo exercício para o Diesel que também tem os mesmos vilões ICMS dos governadores e BIODIESEL dos usineiros. Neste caso, o DIESEL nas bombas contem 90% de Diesel Petrobras e 10% de Biodisel dos Usineiros que a proposito custa R$5,80 por lt. e o Diesel P

    1. E o Diesel Petrobras R$3,35. Vale dizer que os usineiros querem uma participação maior nessa composição de no mínimo 14%, portanto aumentando significativamente o preço nas bombas.

  4. Já foi anunciado pelos maiores produtores, uma baixa de 13,5% no barril, e até agora essa baixa não apareceu por aqui. Devíamos, todo o mundo, subir absurdamente os preços de alimentos e tudo o que esses produtores consomem, para verem o que é bom.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.