Safra compra Banco Alfa em negócio de R$ 1 bilhão

As duas instituições estão entre as mais tradicionais do país
-Publicidade-
O Safra, que é parte do Grupo J. Safra, é um dos maiores bancos privados do Brasil
O Safra, que é parte do Grupo J. Safra, é um dos maiores bancos privados do Brasil | Foto: Divulgação

O Banco Safra anunciou a compra do Conglomerado Financeiro Alfa, pelo valor de pouco mais de R$ 1 bilhão. O anúncio da aquisição, feito na quarta-feira 23, foi em conjunto pelas duas instituições, que estão entre as mais tradicionais do país.

Com quase cem anos de história, o Conglomerado Financeiro Alfa teve origem com o Banco da Lavoura de Minas Gerais, criado em 1925, posteriormente renomeado para Banco Real na década de 1970. A aquisição dará mais musculatura ao grupo Safra no atendimento das empresas, além de banco de investimento e no varejo, visto que o Alfa atua com uma área de consignado.

Após a venda do Banco Real ao ABN Amro, em 1998, o banqueiro Aloysio de Andrade Faria (falecido em 2020), criou o Conglomerado Financeiro Alfa, para fornecer serviços financeiros e de seguros.

-Publicidade-

Já o Banco Safra, que é parte do Grupo J. Safra, fundado por Joseph Safra, é um dos maiores bancos privados do Brasil. Com mais de 180 anos e presente em 27 países, o banco tem 10,5 mil funcionários e atuação nos segmentos pessoa física e jurídica. A instituição possui patrimônio líquido de R$ 15,5 bilhões, total de ativos de R$ 270 bilhões e recursos captados e administrados de R$ 300 bilhões.

No comunicado da operação, David Safra disse que “a transação é um marco na história do banco no Brasil. Serão beneficiados clientes, funcionários e acionistas do Conglomerado Financeiro Alfa e do Banco Safra. Compartilhamos valores, visão de longo prazo e paixão por trabalhar, isso nos dá enorme confiança na sintonia e sucesso dessa operação”.

Também na nota, o presidente do Banco Safra, Silvio de Carvalho, disse que a aquisição marca “um novo capítulo da nossa história, combinando nossa tradição secular de segurança com empreendedorismo e foco na busca de resultados”.

O CEO do Conglomerado Financeiro Alfa, Fábio Amorosino, classificou a compra como “uma transação histórica no mercado financeiro brasileiro”. “Temos a convicção de que a operação entre os dois bancos seculares, fruto de trajetórias empreendedoras de sucesso e baseados em valores comuns, potencializará a qualidade, perenidade e excelência que sempre oferecemos aos nossos clientes e colaboradores”, disse.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.