-Publicidade-

Valor do auxílio emergencial breca lançamento de pacote econômico

Existe um impasse sobre o valor das novas parcelas do auxílio; Além disso, o programa ainda não foi finalizado pelo Ministério da Economia
Governo discute valor do auxílio com a equipe econômica | Foto: Isac Nóbrega/PR
Governo discute valor do auxílio com a equipe econômica | Foto: Isac Nóbrega/PR | Valor

Existe um impasse sobre o valor das novas parcelas do auxílio; Além disso, o programa ainda não foi finalizado pelo Ministério da Economia

Valor
Governo discute valor do auxílio com a equipe econômica | Foto: Isac Nóbrega/PR

O Palácio do Planalto cancelou o evento que ocorreria nesta terça-feira 25, para lançar o pacote de medidas da retomada econômica. Conforme Oeste apurou, ainda não houve um acordo sobre o valor das parcelas do auxílio emergencial. Além disso, o programa ainda não foi finalizado pelo Ministério da Economia.

“Existe um impasse sobre o valor do auxílio emergencial. A equipe econômica está tentando chegar a um consenso com o governo. Por isso se optou por adiar”, comentou um assessor ouvido por Oeste.

Na semana passada, o presidente Jair Bolsonaro anunciou que o auxílio seria prorrogado até dezembro. Contudo, o valor de R$ 600 não será mantido. O governo estuda um valor entre R$ 250 e R$ 300.

Havia uma expectativa que o governo apresentasse na cerimônia a proposta do Renda Brasil, programa que irá repaginar o Bolsa Família. Além disso, o Pró-Brasil iria detalhar como o Executivo iria liberar R$ 5 bilhões para financiar obras públicas. Para ser liberado, o montante depende do aval do Congresso

O evento vinha sendo chamado por Guedes de “Big bang day”. Agora, a equipe tenta definir uma nova data para o lançamento. “Todo o pacote precisa ser bem alinhado para não enfrentar resistências no Congresso”, finalizou o assessor.

Apesar do adiamento do anúncio do pacote de Guedes, está mantida a apresentação do novo Minha Casa, Minha Vida.O governo irá rebatizar o programa de “Casa Verde Amarela”. Contudo, essa pauta está sob a responsabilidade do ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês