XP: Gestores de fundo não estão preocupados com coronavírus

A epidemia por Coronavírus e os riscos para o mercado não mexeram muito nas carteiras dos fundos de investimentos, em especial os de renda variável. 57% dos gestores entrevistados não alteraram em nada as carteiras, 38% aumentaram o número de ações.
-Publicidade-

A epidemia por coronavírus e os riscos para o mercado não mexeram muito nas carteiras dos fundos de investimentos, em especial os de renda variável. 57% dos gestores entrevistados não alteraram em nada as carteiras, 38% aumentaram o número de ações. A pesquisa foi feita pela XP Investimentos.

Para 56% desses gestores, o Índice Ibovespa terá uma valorização no curto prazo entre 10% a 20%.

Segundo a XP, o coronavírus terá efeito somente no curto prazo, mas a recuperação do valor dos ativos poderá ser dificultada pela situação política do país. Os principais tópicos de preocupação são os conflitos entre o executivo e o legislativo, além do atraso na tramitação das reformas.

-Publicidade-
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.