-Publicidade-

E se a Amazon ‘comprar’ um país?

Banco sugere aquisição de nação europeia
Um dos centros de distribuição da Amazon
Um dos centros de distribuição da Amazon | Foto: Reprodução/mexiconewsdaily

O banco digital dinamarquês Saxo Bank apresenta em todo fim de ano sugestões um tanto quanto inusitadas voltadas ao mercado e à economia em geral. A Amazon está na lista de indicações para 2021 feitas pela instituição financeira. De acordo com o banco, o gigante de tecnologia deveria pensar na possibilidade de “comprar” um país.

Leia mais: “6 serviços digitais serão descontinuados em 2021”

A equipe do Saxo Bank salienta, aliás, qual país poderia ser adquirido pela companhia controlada pelo bilionário norte americano Jeff Bezos. De acordo com o banco, a empresa poderia pensar na possibilidade de ter o controle sobre Chipre. Ocupando parte de ilha homônima no Mar Mediterrâneo, o país tem população estimada 1,2 milhão de habitantes. O Produto Interno Bruto (PIB) do Chipre em 2019 foi de US$ 25 bilhões.

Ciente de que essa possibilidade não se concretizará, a equipe do Saxo Bank listou pelo menos quatro vantagens —— caso a Amazon se tornasse um país independente. Benefícios que, conforme registrado pelo site Coin Times, giram em torno do caixa da companhia. Assim, para a instituição financeira, a Amazon no comando de Chipre serviria para:

  1. Autonomia de governos;
  2. Diminuição de impostos;
  3. Maior independência nos negócios;
  4. E, por fim, ajudaria o endividado governo do Chipre.

“Amazon e outros gigantes on-line vão enfrentar olhares mais cautelosos do governo”, alerta o Saxo Bank em relatório divulgado à imprensa. No caso específico da companhia de Bezos, a União Europeia e o Congresso dos Estados Unidos começaram movimentos para investigações de suposto monopólio. Em solo norte-americano, outras empresas de tecnologia, como Facebook e Google, entraram na mira da Justiça recentemente.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 comentários

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês