-Publicidade-

‘Apps’ mais baixados: concorrentes superam WhatsApp

Outros aplicativos de mensagens aparecem no topo de popularidade de janeiro
WhatsApp perde espaço para concorrentes
WhatsApp perde espaço para concorrentes | Foto: Canva

A ameaça do WhatsApp em implementar já no início deste ano uma nova política de privacidade, obrigando os usuários a aceitarem o compartilhamento de dados com o Facebook, fez o aplicativo perder popularidade em janeiro. De acordo com a consultoria norte-americana Sensor Tower, o app de mensagens ficou fora do pódio de mais baixados em janeiro. Em contrapartida, dois concorrentes diretos aparecem nas primeiras posições do período.

Leia mais: “TikTok entra para a lista de plataformas que bloqueiam conteúdos”

No geral, contabilizando downloads nas lojas virtuais Google Play e App Store, o Telegram ficou na primeira posição. Também atuante no mercado de mensagens instantâneas por smartphones, o Signal figura na terceira colocação do ranking. Entre os dois, a rede social TikTok aparece na segunda colocação de aplicativos mais baixados no mês passado. O WhatsApp, por sua vez ficou com a quinta colocação na classificação geral.

O domínio de Telegram e Signal também surge somente entre usuários do Google Play. Os dois concorrentes do WhatsApp foram o mais baixado e o segundo mais baixado no consolidado de janeiro, respectivamente. Então dominante do segmento, o WhatsApp foi apenas o sexto mais popular entre todos os apps disponíveis na loja virtual.

TikTok

Telegram e Signal só não dominam a lista de mais baixados na App Store. Entre os usuários de smartphones da Apple, o mais popular de janeiro foi TikTok. Na sequência surgem YouTube e Zoom. A quarta colocação ficou com o Telegram. Nessa lista, o WhatsApp ficou à frente do Signal. O primeiro ficou na sétima posição, enquanto o concorrente fechou o top dez.

Ranking

Confira, abaixo, o ranking completo desenvolvido pela Sensor Tower e divulgada primeiramente no Brasil pelo site TechTudo.

ranking - whatsapp - telegram - signal

Leia também: “14 questões sobre o poder das Big Techs”, matéria da editora Paula Leal publicada na edição 43 da Revista Oeste.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês