-Publicidade-

Defesa de Lula não consegue impedir julgamento virtual a partir de 27 de abril

TRF-4 nega recurso de Lula para impedir julgamento virtual em 27 de abril.
Foto: Ricardo Stuckert
Foto: Ricardo Stuckert

Advogados do presidiário entraram com recurso alegando que a sessão precisava ser presencial

Foto: Ricardo Stuckert

O desembargador do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) João Pedro Gebran Neto negou nesta quarta-feira recurso da defesa do presidiário Luís Inácio Lula da Silva e manteve para 27 de abril o início do julgamento virtual dos embargos de declaração da sentença que confirmou a condenação no caso do sítio de Atibaia.

Segundo a defesa do petista, a sessão sobre o caso precisaria ser presencial, com o comparecimento dos advogados, que alegam que ainda investigam fatos relativos ao processo, além de questões dele pendentes.

Em sua decisão, o desembargador esclareceu que os mesmos argumentos já haviam sido utilizados para adiar o julgamento em 25 de março e que, portanto, ia indeferir o recurso.

Com isso, o julgamento de Lula pela 8ª turma do tribunal ocorrerá virtualmente entre 27 de abril e 6 de maio.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 comentários

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês