-Publicidade-

STJ adia julgamento de recurso de Lula que ocorreria hoje, aniversário do petista

Decisão foi do relator do caso no Superior Tribunal de Justiça, ministro Felix Fischer
Ex-presidente Lula | Foto: Reprodução/Redes Sociais
Ex-presidente Lula | Foto: Reprodução/Redes Sociais

Decisão foi do relator do caso no Superior Tribunal de Justiça, ministro Felix Fischer

Lula
Ex-presidente Lula | Foto: Reprodução/Redes Sociais

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) retirou da pauta de julgamentos um recurso apresentado pela defesa do ex-presidente Lula (PT) no processo do tríplex do Guarujá — em que o petista foi condenado a oito anos e dez meses de prisão.

O tema estava previsto para ser julgado nesta terça-feira, 27, o mesmo dia do aniversário de 75 anos do petista.

LEIA MAIS: “Líder do governo na Câmara defende nova Constituição”

A defesa de Lula chegou a recorrer ao Supremo Tribunal Federal pedindo a suspensão do julgamento, mas o ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato na Corte, negou a liminar por não considerar “ilegalidade evidente no caso”.

Com isso, o recurso foi mantido na pauta de hoje e estava previsto para julgamento na Quinta Turma. A assessoria de imprensa do STJ não informou o motivo do adiamento. A decisão foi do relator do caso no Superior Tribunal de Justiça, ministro Felix Fischer.

O ex-presidente foi condenado pelo STJ em abril do ano passado pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro envolvendo supostas propinas da Construtora OAS imputadas pela força-tarefa da Operação Lava Jato.

Lula chegou a cumprir pena na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, no Paraná, mas foi solto depois que o Supremo Tribunal Federal (STF) proibiu a prisão em segunda instância. Ele nega as acusações.

Com informações do Estadão Conteúdo

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

3 comentários

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês