Apesar do coronavírus, China retoma atividade produtiva

O setor automotivo, por exemplo, aumentou a venda de carros semana após semana desde o início de fevereiro
-Publicidade-
Produção é retomada na China, apesar de pandemia de coronavírus. Foto: K. KLICHE/PIXABAY
Produção é retomada na China, apesar de pandemia de coronavírus. Foto: K. KLICHE/PIXABAY | Coronavírus

O setor automotivo, por exemplo, aumentou a venda de carros semana após semana desde o início de fevereiro

-Publicidade-

É curioso notar que, enquanto o resto do mundo sofre as consequências do coronavírus na vida cotidiana e, sobretudo, na economia, a China lentamente retoma suas atividades produtivas. Isso apesar dos 81.591 casos da doença registrados naquele país, segundo levantamento da Universidade Johns Hopkins.

De acordo com o Índice de Recuperação Econômica do WeBank China, os sinais positivos na economia chiensa já são percebidos em vários setores — nos próximos meses, o quadro deve favorecer sobretudo os fabricantes globais.

Na indústria aérea, por exemplo, as agências estão restaurando os vôos. A capacidade programada aumentou 2,4% na semana passada, em relação aos sete dias anteriores, para 9,2 milhões de assentos, enquanto todos os 10 principais mercados do mundo continuaram em declínio, garante a empresa de análise de dados OAG Aviation Worldwide.

Outros sinais de melhora incluem o crescimento nas vendas de aparelhos eletrônicos em várias lojas do país. O tráfego de metrô também aumentou e cresceu 21% na semana passada desde o pico da crise. “O país está voltando ao normal”, garantiu numa entrevista coletiva o primeiro-ministro da China, Li Keqiang.

O setor automotivo aumentou a venda de carros semana após semana desde o início de fevereiro. À Bloomberg, a BMW informou que a produção nas fábricas instaladas no país foi retomada em 17 de fevereiro. Segundo a montadora alemã, “o governo chinês administrará a crise e derrotará a epidemia”.

A Fiat Chrysler afirmou que suas operações na China voltaram com tudo depois da aprovação do Partido Comunista. Mais de 90% de seus revendedores e 95% da equipe da joint venture estão gradualmente retomando os negócios.

Na quinta-feira, 19, o governo chinês informou não ter registrado nenhum novo caso de coronavírus. Em suma, portanto, encerrou-se o chamado período de transmissão.

Confira as empresas que voltaram a operar na China

Informa a Bloomberg que seguintes companhias retomaram suas atividades de produção no país oriental:

1- Honda;

2- Nissan;

3. Fiat Chrysler;

4- BMW;

5- Ford;

6- Foxconn;

7- SAIC;

8- Tesla;

9- Toyota:

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site