A Argentina decide fechar fronteiras após avanço do coronavírus

Inicialmente, a medida vale por 15 dias, até  31 de março. O peronista também suspendeu as aulas em toda a rede de escolas do país.
-Publicidade-

No país, até agora, 56 pessoas estão infectadas; duas morreram

A Argentina fechou na noite deste domingo, 15, as fronteiras do país para tentar conter o novo coronavírus.

-Publicidade-

O anúncio foi feito pelo presidente argentino, Alberto Fernández:

“Fechamos as fronteiras da Argentina porque o coronavírus está começando a afetar os países fronteiriços e porque, pelas fronteiras terrestres, chegam turistas que vêm de áreas de risco”, afirmou ele.

Inicialmente, a medida vale por 15 dias, até 31 de março.

O peronista também suspendeu as aulas em toda a rede de escolas do país.

Além disso, as pessoas com mais de 65 anos estão dispensadas do trabalho.

Eventos esportivos e espetáculos musicais estão suspensos, além do fechamento de shoppings e parques nacionais.

Jogos de futebol ainda podem ocorrer, mas a portas fechadas.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.