Brasileiro de 21 anos é aprovado em exame em Nova York e pode advogar nos EUA

Mateus Costa Ribeiro é um dos mais jovens admitidos em décadas; ele tem mestrado em Harvard e fez sustentação oral no STF com apenas 18 anos
-Publicidade-
Aos 21 anos, o advogado brasileiro Mateus Costa Ribeiro foi aprovado em exame norte-americano equivalente ao da OAB
Aos 21 anos, o advogado brasileiro Mateus Costa Ribeiro foi aprovado em exame norte-americano equivalente ao da OAB | Foto: Acervo pessoal/Mateus Costa Ribeiro

O brasileiro Mateus Costa Ribeiro, de 21 anos, foi aprovado no BAR, de Nova York, equivalente norte-americano ao exame para a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), e já pode advogar nos Estados Unidos. Seu feito ganhou destaque em uma reportagem do jornal The Wall Street Journal nesta quarta-feira, 7. Mateus é um dos mais jovens admitidos no exame nas últimas décadas, diz a publicação.

“Eu até agora não acreditei que meu nome saiu no Wall Street Journal, o jornal de maior circulação nos Estados Unidos! É uma felicidade indescritível ter sido aprovado no BAR de Nova York — o exame que permite advogar nos EUA, igual nossa OAB. Por acaso, fui o único menor de idade a passar, já que a idade civil é 21 lá. Espero estar à altura do desafio de ser o mais jovem advogado atuando em NY”, escreveu o brasileiro em uma publicação nas redes sociais.

-Publicidade-

Em 2019, então com 19 anos, Mateus já havia feito história ao se tornar o mais jovem do mundo a obter uma vaga em um programa de mestrado em Direito, na Universidade de Harvard (EUA). Ele já terminou o curso. “Em Harvard, eu descobri que NY é o centro da advocacia do mundo”, afirmou o advogado.

Em 2018, aos 18 anos, Mateus fez uma sustentação oral na tribuna do Supremo Tribunal Federal (STF) — também foi a pessoa mais jovem a falar na tribuna da mais alta Corte do Judiciário brasileiro. “Eu nunca estudei tanto na minha vida, principalmente para a peça e questões discursivas. Mas ‘Deus se alegra de pessoas que batalham’ e Ele iluminou meu caminho estudando de manhã, tarde e noite”, completou.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.