Câmara da Bolívia aprova imposto sobre grandes fortunas

Lei cita o impacto da pandemia da covid-19 sobre a economia do país
-Publicidade-

Lei cita o impacto da pandemia da covid-19 sobre a economia do país

Presidente da Bolívia, Luis Arce | Foto: Reprodução/Periódico Cuadernos
-Publicidade-

A Câmara dos Deputados da Bolívia aprovou nesta quinta-feira, 10, uma lei para taxar fortunas acima de 30 milhões de bolivianos — moeda local —, o equivalente a R$ 21,9 milhões. O projeto seguirá para aprovação do Senado.

O texto cita o impacto da pandemia da covid-19 sobre a economia do país e a necessidade de uma “acelerada reativação e recuperação da economia, para oferecer a toda a população boliviana condições melhores de vida”.

Leia também: “Entre as nações amazônicas, Venezuela e Bolívia são as campeãs de focos de incêndio”

O imposto é progressivo, de maneira que as alíquotas começam em 1,4% para quem possui patrimônio acima de 30 milhões de bolivianos e pode chegar a 2,4% para quem tem mais de 50 milhões, o equivalente a R$36,5 milhões.

Na semana passada, uma lei semelhante foi aprovada na Argentina.

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site