Cercado por terroristas armados, jornalista é forçado a elogiar o Talibã

Oito extremistas entraram no estúdio e obrigaram o âncora do programa Pardaz a ler uma carta
-Publicidade-
Foto: Reprodução/Twitter
Foto: Reprodução/Twitter

Viralizou nas redes sociais a imagem de um jornalista cercado por oito homens armados do Talibã. Apesar da situação intimidadora, o âncora do programa Pardaz manteve a calma. No domingo 29, ele foi obrigado a ler uma carta da nova gestão em que aconselhava as pessoas a “cooperarem com o grupo e não terem medo”.

A imprensa estrangeira deu conta de que os radicais invadiram a sede da emissora e participaram da programação. Assista:

Leia também: “O fiasco de Joe Biden”, artigo de Ana Paula Henkel publicado na Edição 74 da Revista Oeste

Telegram
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro