China fecha porto por causa de surto de covid-19 e provoca engarrafamento de 350 navios

Medida influenciou os preços do frete, que dispararam para cerca de US$ 15,8 mil
-Publicidade-
Porto de Ningbo-Zhoushan é o terceiro mais movimentado do mundo
Porto de Ningbo-Zhoushan é o terceiro mais movimentado do mundo | Foto: Reprodução/Mídias sociais

Um surto de coronavírus fez a ditadura chinesa paralisar parcialmente o porto de Ningbo-Zhoushan, o terceiro mais movimentado do mundo. Na semana passada, a suspensão do transporte de contêineres de entrada e saída reduziu a capacidade do porto em um quinto.

Com isso, cerca de 350 navios porta-contêineres estão esperando fora dos portos da região para seguir viagem, de acordo com a VesselsValue, que monitora o tráfego de embarcações do mundo.

Leia mais: “Navio se parte em dois no Norte do Japão”

-Publicidade-

O congestionamento elevou a capacidade ociosa da frota global para 4,6%, acima dos 3,5 % no mês passado, de acordo com os dados da Clarksons Platou Securities, consultoria especializada no setor marítimo.

O engarrafamento de cargueiros influenciou os preços do frete, que dispararam para cerca de US$ 15,8 mil, considerando o transporte de um contêiner de 40 pés da China para a costa oeste dos Estados Unidos. Trata-se de um salto de dez vezes em relação ao nível pré-pandemia, de acordo com o provedor de dados Freightos.

Caso Ever Given

A diferença para o caso do Ever Given é que a fila, na ocasião, era concentrada em um único ponto, no Canal de Suez. Agora, as embarcações estão paradas em diferentes portos, esperando permissão para seguir rumo ao terminal chinês.

Leia também: “Navio que bloqueou Canal de Suez vira atração turística”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro