Com apenas 27 casos de covid, China isola 18 milhões de habitantes

A cidade de Guangzhou é sede de muitas das principais empresas do país
-Publicidade-
Toda população de Guangzhou será testada para a covid-19
Toda população de Guangzhou será testada para a covid-19 | Foto: Divulgação/Xinhua

Com apenas 27 casos de covid-19 registrados nesta segunda-feira, 11, as autoridades chinesas decidiram isolar Guangzhou, cidade com 18 milhões de habitantes que fica a noroeste de Hong Kong e é sede de muitas das principais empresas do país e do aeroporto mais movimentado da China.

Com a medida, apenas cidadãos com motivos essenciais poderão deixar a cidade. Segundo Chen Bin, porta-voz do governo local, ainda será preciso apresentar um resultado negativo em um exame feito 48 horas antes da viagem para ser autorizado a deixar Guangzhou.

Escolas voltaram ao regime de aulas à distância e um centro de exposição foi convertido em hospital improvisado depois de a cidade ter anunciado que testaria toda a população para a doença.

-Publicidade-

As medidas ainda são menos rígidas que as adotadas em Xangai, que está em lockdown desde o último dia 28 de março. Hoje, a cidade, de 26 milhões de habitantes, registrou um novo recorde de infecções de covid-19 (26 mil casos).

A piora da situação na capital financeira do país e as restrições em Guangzhou devem aumentar a preocupação com os efeitos econômicos das restrições adotadas pela China.

Apesar das reclamações em Xangai sobre a escassez de alimentos e produtos básicos, a China está mantendo a estratégia de “covid zero”, que visa a eliminar o vírus com lockdowns rígidos e testagem em massa da população.

O governo de Pequim e a mídia estatal estão ficando cada vez mais na defensiva em relação às reclamações sobre as medidas de prevenção da covid-19, censurando mensagens postadas on-line e repreendendo críticos no exterior.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

6 comentários Ver comentários

  1. Para mim é tudo teatro para esconder a decadência do mercado interno, eles sempre dão um jeito de esconder os problemas e passar a ideia de potência, mas sabemos dos enormes problemas que o país estava enfrentando e a guerra só potencializou! Manter o povo em Lockdown e assim “diminuir” o consumo interno, é a desculpa ideal 🤷🏻‍♀️

  2. “Com apenas 27 casos…” Conhecendo a honestindade e sinceridade dos comunistas, concluo que devem ser 27.000 casos. Será que abriram uma filial do laboratório de Wuhan?

  3. Parece ser um novo alarde para instaurar o pânico, com as mentiras superando a verdade, e o cuidado que as autoridades sanitárias tem que tomar…
    O isolamento total deve ser feito aos pacientes com o Covid-19, e não com a população produtiva…Medidas errôneas e catastróficas para novamente assustar o planeta…TRISTE ISSO….

  4. Não seria outra cortina de fumaça? Com apenas 27 casos, seria muito mais econômica internar os pacientes no MELHOR hospital do mundo. A narrativa não se sustenta.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.