Revista Oeste - Eleições 2022

Com foco em Washington, caminhoneiros preparam manifestações pelos EUA

Protestos no Canadá inspiraram a categoria norte-americana
-Publicidade-
Vídeo de apoio de Biden ao Black Lives Matter, em outubro de 2020 | Foto: Reprodução/YouTube
Vídeo de apoio de Biden ao Black Lives Matter, em outubro de 2020 | Foto: Reprodução/YouTube

Depois do “Comboio pela Liberdade”, realizado no Canadá, caminhoneiros norte-americanos autodenominados “Comboio pelo Povo” organizam manifestações pelos Estados Unidos. É o que informou nesta quarta-feira, 23, o jornal britânico The Guardian. Os manifestantes esperam obter apoio popular.

Conforme as lideranças, os atos devem começar na Califórnia e seguir rumo à capital, Washington D.C.. Parte dos manifestantes chegará para o discurso do presidente Joe Biden, na terça-feira 1°, e o restante, no sábado 5. O foco: “destravar a economia” e o fim de restrições sanitárias para a covid-19.

Biden se antecipou aos caminhoneiros e conseguiu garantir o apoio de cerca 400 soldados da Guarda Nacional do Distrito de Colúmbia, além de 50 veículos blindados. Há também aproximadamente 300 militares das Forças Armadas preparados para guardar a Casa Branca. A Inteligência dos EUA também monitora a situação.

-Publicidade-

Caminhoneiros do Canadá

No domingo 20, a polícia de Ottawa encerrou o protesto dos caminhoneiros do Canadá. Contra a obrigatoriedade da vacina e de outras restrições, o ato durou três semanas e teve a participação de milhares de pessoas.

Segundo a polícia, a operação para encerrar os atos resultou na prisão de 191 pessoas. A corporação ainda apresentou acusações contra 103 delas. Além disso, 76 veículos foram rebocados pelos agentes de segurança.

Steve Bell, chefe de polícia interino de Ottawa, informou que a polícia vai continuar no centro da cidade para garantir” que ninguém volte a ocupar as ruas”. A ação faz parte da aplicação da “Lei de Emergências”.

O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, anunciou a medida na semana passada, como uma forma de auxiliar as províncias a lidarem com bloqueios e ocupações. A norma suprime direitos individuais.

Leia também: “É chegada a hora de despertar”, artigo de Ana Paula Henkel publicado na Edição 98 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

4 comentários Ver comentários

  1. Apoiemos os caminhoneiros novamente, agora nos USA, 👏👏👏
    Já o filhote do Fidel, Trudeau, precisa ser deposto, O Canadá está as vésperas de venezuelar!!

  2. Eu já estou vendo os caminhoneiros do Brasil protestando, mas desta vez será contra o STF caso o meliante mor vença as eleições.

  3. Precisa ser assim. Trudeau um filhote comunista covarde, como todos. Ao menor sinal de reação contra eles, fogem. E só não enxergava quem não queria que Biden seria um desastre ! Agora estão sofrendo as consequências e a opinião pública a favor dele é mínima.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.