Coreia do Norte está pronta para usar armas nucleares contra EUA e Coreia do Sul

O líder norte-coreano afirmou que o país está preparado para mobilizar seu arsenal nuclear a qualquer momento
-Publicidade-
Caso aconteça, este seria o 7º teste nuclear do país
Caso aconteça, este seria o 7º teste nuclear do país | Foto: Reprodução/Flickr

Durante um discurso promovido no 69º aniversário da Guerra da Coreia (1950 -1953) nesta quarta-feira 27, o ditador Kim Jong-un afirmou que a Coreia do Norte está preparada para mobilizar as armas nucleares do país contra qualquer possível confronto militar com os EUA e a Coreia do Norte.

“Nossas forças armadas estão agora totalmente preparadas para lidar com qualquer tipo de crise, e o dissuasor de guerra nuclear de nosso país também está totalmente pronto para demonstrar seu poder absoluto com precisão e prontidão fiel à sua missão”, afirmou Kim Jong-un.

O alerta é a mais recente ameaça de Kim Jong-un em meio a especulações de que em breve o líder da Coreia do Norte vai realizar o seu sétimo teste nuclear a qualquer momento. De acordo com ele, os EUA estão “obcecados” em transformar o país asiático no “diabo” para manipular a opinião internacional. Sobre a Coreia do Sul, o ditador reforçou que o vizinho segue “frenético” para desenvolver armas.

-Publicidade-

“Se o regime sul-coreano e seus gângsteres militares estão pensando em nos enfrentar militarmente e pensam que podem neutralizar ou destruir parte de nosso poder militar preventivamente com base em meios ou métodos militares específicos, eles estão enganados”, disse.

No próximo mês, os EUA e a Coreia do Sul devem retomar as atividades militares que estavam suspensas há anos, enquanto os dois países buscavam negociações com a Coreia do Norte. No entanto, devido o avanço da postura terrorista de Kim Jong-un, as duas nações ameaçaram em junho mais sanções e até uma revisão da “postura militar” no caso de um novo teste nuclear.

A Guerra da Coreia terminou em um armistício e não em um tratado de paz, o que significa que as forças da ONU, lideradas pelos EUA, ainda estão tecnicamente em guerra com a Coreia do Norte.

Vingança contra os EUA

Em junho deste ano, a Coreia do Norte condenou os “movimentos de agressão” dos Estados Unidos e da Coreia do Sul, prometendo se vingar ao marcar o 69º aniversário do início da Guerra da Coreia, em um momento de crescente tensão na região.

Em meio a preocupações de que o regime de Kim Jong-un possa realizar seu primeiro teste nuclear em cinco anos, o presidente sul-coreano, Yoon Suk-yeol, e o presidente dos EUA, Joe Biden, concordaram, em maio, em instalar mais armas norte-americanas se fosse necessário.

A agência de notícias estatal norte-coreana KCNA informou que várias organizações de trabalhadores realizaram reuniões para “jurar vingança contra os imperialistas norte-americanos”, culpando os EUA pelo início da Guerra da Coreia, que durou entre 1950 e 1953.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

4 comentários Ver comentários

  1. Lula tem acenado com várias propostas de cunho esquerdista radical em 2022, tais como revisão de privatizações, descontrole de gastos públicos, aumento de impostos volta da CPMF, libertação de bandidos, apoio financeiro a Cuba e Venezuela, perseguição a membros da Operação Lava Jato e partidos de oposição (direita), banimento de jornais e emissoras de oposição e maior abertura da economia brasileira ao capital chinês, inclusive à colaboração militar.

    Em termos geopolíticos, Lula presidente afasta o Brasil dos EUA e nos aproxima da China e da Rússia, que têm interesse em colocar mais bases militares na América do Sul, Atlântico Sul e Pacífico.

    Lula não pode ser eleito e, caso seja eleito, deve-se providenciar alguma maneira de impedi-lo de assumir.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.