Coronavírus: Escritório de advocacia dos EUA abre ação coletiva contra a China

Um escritório de advocacia dos Estados Unidos entrou com uma ação coletiva contra o governo da China por considerar que ele é responsável pela pandemia do coronavírus.
-Publicidade-
Alexandra Koch/PixaBay
Alexandra Koch/PixaBay

Berman Law Group quer que o governo chinês seja responsabilizado pela pandemia de coronavírus que se espalha pelo mundo

Alexandra Koch / PixaBay

Um escritório de advocacia dos Estados Unidos entrou com uma ação coletiva contra o governo da China por considerar que ele é responsável pela pandemia do coronavírus.

-Publicidade-

O Berman Law Group, localizado na Flórida, afirma que o regime de Pequim encobriu deliberadamente a doença visando a seu próprio interesse econômico.

De acordo com o jornal The Epoch Times, o advogado Matthew Moore, que cuida da ação, afirmou: “As autoridades chinesas já sabiam em 3 de janeiro que a covid-19 havia sido transmitida de humano para humano e que os pacientes começaram a morrer alguns dias depois. No entanto, elas continuaram dizendo ao povo de Wuhan e ao mundo em geral que estava tudo bem, até mesmo realizando um jantar público em Wuhan para mais de 40.000 famílias em 18 de janeiro”.

A ação foi movida no Tribunal Distrital dos EUA para o Distrito Sul da Flórida e aponta como réus a República Popular da China, a província de Hubei, a cidade de Wuhan e diversas autoridades chinesas.

De acordo com Russell Berman, cofundador do Berman Law Group: “É o governo chinês que deve pagar indenização para estímulo econômico aos Estados Unidos, não o povo americano”.

 

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.